sábado, 18 de setembro de 2010

Resenha #11 - Mary Wine - Sonhos Sombrios

Oie Gente!

Depois de uma semana escrevendo e apagando, escrevendo e apagando, finalmente consegui algo que me inspirasse uma resenha decente.

Dramático, frenético, tenso e insinuante, temperado com uma altíssima dose de sobrenatural, Sonhos Sombrios é um livro fácil de ler.
A autora consegue mesclar as cenas românticas com o suspense, deixando o leitor ligado na estória o tempo todo.
Você não passará por longos momentos entediantes entre as aventuras, apesar de encontrar alguns momentos cenas "óbvias". Mas, mesmo as cenas "clássicas de livros românticos" ficam bem diferentes pela alta dose de paranormal do livro.
A personagem central do livro é a Grace, uma integrante dos Rangers, psíquica e o ser mais arredio que eu já "vi na vida."

Não tente colocá-la nos padrões que você possa ter para qualquer uma das características acima, ela simplesmente irá quebrar todo e qualquer molde que você pode ter.
É dos rangers, mas por mais que tente evitar, também é uma pessoa sensível.
Ela é psíquica, mas não acredita em intimidade.
E acredita ainda menos no amor.
Até que encontra o Xerife Brice e se vê completamente envolvida e cativada por ele.
Brice resolveu, contra todas as suas crenças, aceitar a ajuda de uma "psíquica", desesperando para achar uma garotinha sequestrada.
Mas quando ele conhece Grace, todos os pré-conceitos e preconceitos dele vão para o espaço.

Como todo bom (e turrão) Xerife, ele a vê e percebe que ela é *a mulher* e simplesmente vai atrás do que quer.
E nem mesmo toda teimosia da Grace irá impedi-lo de tomá-la. Mas, claro, a combinação "mulher teimosa" com "xerife turrão" dão cenas engraçadas, absurdas e altamente picantes!

Poréeemmm...
Existe um grande erro de continuidade no meio da estória. Nada que cause um grande estrago, mas deixa o leitor um pouco perdido durante um tempo.
Num momento estão todos juntos, planejando como resolver outro sequestro e, do nada, todo mundo está desmaiado e mais pessoas foram sequestradas.
Meio confuso, admito, mas quando você se encontrar nesse momento, estiver sentado na cadeira com cara de paisagem, coçando a cabeça e tentando entender que parte do livro você pulou, lembre-se que todo o resto da estória vale a pena o momento inoportuno de confusão. 

O bom é que, logo em seguida, uma sequência de cenas frenéticas cativará a atenção de todos outra vez.
Leiam por sua conta e risco e não venham pedir reembolso quando se virem meio perdidos ou com taquicardia incurável. hehe


O livro não foi publicado no Brasil, mas esse, também, foi traduzido por um grupo de fãs.

Sinopse: O desespero pode bater em sua porta da forma mais improvável possível – Uma vez que você descobre as mentiras ao seu redor, sua vida nunca mais será a mesma.
O xerife Brice Campbell não acredita em poderes paranormais, mas tudo muda quando ele encontra Grace. A melhor perseguidora psíquica do Exército, Grace sempre resolve seus casos. Quando uma criança some do condado de Benton, ela é convocada. Só que desta vez, o foco da missão é ligeiramente modificado. Por causa de Brice.
Faíscas de desejo percorrem Brice e Grace, levando ambos a um turbilhão de paixões. Embora Grace tenha talentos extra-sensoriais surpreendentes, quando se trata de assuntos do coração, ela é uma noviça. 
Brice ensinará a Grace o que significa o amor: emocionalmente e fisicamente, mas primeiro ele tem que convencer a ela, que ele não é o grande vilão e predador da história. Eles têm que descobrir a grande paixão que os envolves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário