sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Resenha #83 - Rick Riordan - A Maldição do Titã

Olá Mortais!


Aviso: Se você não leu os livros anteriores, por favor, volte a página inicial e leia outra coisa... Se já leu, divirta-se!

Já falei aqui no blog sobre os dois primeiros livros da série do Percy. Para ler qualquer uma delas, clica aqui.

Quando peguei "A Maldição do Titã" pra ler, a primeira coisa que me chamou a atenção foram os títulos dos capítulos. Juro, é um mais intrigante que o outro!!! Que tal "Eu aprendo como cultivar zumbis"?? Ou "Thalia Incendeia a Nova Inglaterra"???
Com nomes assim, já temos a absoluta certeza de que a sorte do Percy não melhorou nadica-de-nada.
Eu acho que já disse isso antes, mas tem criaturinha mais sem sorte do que esse Percy Jackson?? Jesus-Maria-José, tuuuuuudo da errado com o garoto!!!!

Em O Mar de Monstros vimos que a Thalia voltava a vida, pegando todo mundo de surpresa. Aí, imaginem só o tanto de confusão que dá juntar: a filha de Zeus, o filho de Poseidon e a filha de Atena e mais uma cambada de adolescentes-eternos??

Como não só de mortais e meio-sangues vive a série, dessa vez temos altas participações de deuses, cenas de ação que você não consegue resolver se ri ou se chora, perdas irreparáveis e monstros marinhos tão fofinhos que da vontade de levar todos pra casa!

Ah, não posso deixar de fora o aviso de sempre: não leiam isso em público!!!
E não teimem comigo!
Uma das cenas de maior apreensão do livro, daquelas de fazer você ficar tensa (o) do fio de cabelo arrepiado ao dedão do pé termina de maneira tão, tão tão engraçada que a risada é impossível de segurar.
Não vou por aqui pra não estragar a graça, mas quem souber de qual cena eu estou falando vai me entender.
Eu resolvi ignorar meu próprio aviso e fui ler o bendito livro no ônibus.
Resultado: quase chorei de tanto rir e o ônibus inteirinho ficou me olhando!

A Maldição do Titã tem bem mais ação que os livros anteriores, mostrando que a estória está acompanhando a idade do personagem. As relações "mocinhos"/"bandidos" também ficam bem mais complexas e confusas, fazendo você, diversas vezes, duvidar do que viu até agora.

O final do livro é absurdamente eletrizante! Faz você prender o fôlego, se contorcer toda (o) na cadeira e quase gritar de desespero quando acha que a coisa toda vai cair e... err... xá pra lá =D
E, como sempre, a aula de mitologia grega é maravilhosa!

R-e-c-o-m-e-n-d-o!

Sinopse:  Um chamado do amigo Grover deixa Percy a postos para mais uma missão: dois novos meios-sangues foram encontrados, cuja ascendência ainda é desconhecida. Como sempre, Percy sabe que precisará contar com o poder de seus aliados heróis, com sua leal espada Contracorrente... e com uma caroninha da mãe.
O que eles ainda não sabem é que os jovens descobertos não são os únicos em perigo: Cronos, o Senhor dos Titãs, arquitetou um de seus planos mais traiçoeiros, e nossos heróis serão presas fáceis. Um monstro ancestral foi despertado - um ser com poder suficiente para destruir o Olimpo - e Ártemis, a única deusa capaz de encontrá-lo, desapareceu. Percy e seus amigos têm apenas uma semana para resgatar a deusa sequestrada e solucionar o mistério que ronda o monstro que ela caçava. Ao longo dessa jornada, enfrentarão o maior desafio de suas vidas: a terrível profecia da maldição do titã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário