quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Resenha #94 - J.D. Robb - Reencontro Mortal

Oie Gente,

Antes de ler essa resenha, tenha em mente que vou imaginar que você já leu, pelo menos, até o quarto livro da série.
Se não leu, pare aqui mesmo e vá para a resenha anterior. Alguns spoilers dos três primeiros livros serão inevitáveis.
Se não se importa com spoilers ou já leu os quatro primeiros livros da série, divirta-se!

Depois de meses sem comprar um livrinho da Nora, esse mês fiz uma farra de compras. Uma das aquisições foi Reencontro Mortal, recentemente lançado pelo Bertrand.

Poderia dizer que Reencontro Mortal é um daqueles livros que te prende do início ao fim. Mas ele é um livro da série Mortal, então dizer isso é redundante.
Poderia dizer que a busca pela assassina é eletrizante, cheia de revira-voltas, de artimanhas e de terror psicológico. Mas é um livro da série Mortal, o que torna isso também redundante.
Assim como dizer que as cenas de ação são incríveis, que o suspense é de arrepiar, os personagens novos são m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o-s, que ela consegue misturar cenas de incrível doçura com de absoluto terror. Tudo isso se torna óbvio, já que em quase todos os livros da série Mortal temos essas características.

Então, tenho que dizer que Reencontro Mortal é um dos livros mais violentamente românticos, elucidadores e apaixonantes de toda a série Mortal.
Eve e Roarke completam um ano de casados e a J.D. nos dá de presente uma das cenas mais românticas de toda a série. Não vou contar o que acontece aqui, mas tanto o presente dele quanto o presente dela farão aquelas almas apaixonadas e/ou românticas suspirarem de contentamento.

A assassina desse livro também é descoberta logo de cara, tornando as cenas de assassinato desesperadoras. A vontade de gritar "Não! Não faça isso! Ela vai te matar!!" é quase incontrolável.
Julianna Dunne é uma das melhores vilãs já escritas pela Nora. Ela é culta, bem educada e uma assassina em série que é de uma maldade sem limites.
Foi presa quase nove anos antes por uma força tarefa e fixou sua atenção na Eve por ela ser a única mulher que participou de sua prisão.
Para o desespero de todos aqueles que acreditam na justiça, ela foi solta novamente e imediatamente começou a matar.
Nossa querida Tenente começa uma corrida contra o tempo para tentar prendê-la e impedir que uma das pessoas mais importantes da sua vida seja a próxima vítima.

Deixando um pouco de lado a parte violenta da estória, temos alguns personagens novos, algumas revelações incríveis (quem sempre quis saber mais sobre o passado da Eve vai se se fartar de informações e vai chorar, xingar e sofrer com elas) nesse livro. Temos os pais da Peabody, que garantem cenas absurdamente divertidas, o marido da Dra Mira, adoravelmente atrapalhado (e nossa Tenente Docinho fica encantada com ele).

Reencontro Mortal é um divisor de águas na série, desvendando o que aconteceu com a Eve naquele maldito quarto de Dallas.
Mais pra frente teremos um livro que vai fazer com que todas as cenas do passado dela se tornem ainda mais horrorosas, doentias e desesperadoras. Então prestem muita atenção em tudo que ela contar. Ou terão que voltar a Reencontro e sofrer duas vezes ao ler tudo aquilo.
Acompanhar o sofrimento do Roarke enquanto a Eve revive tudo o que aconteceu não é fácil. Assim como ele, o desejo de voltar e poder matar o pai dela vai se manifestar em todos os apaixonados pela Eve.
O sofrimento dela na infância e a maneira em que a J.D. põe isso no papel farão vocês se emocionarem como nunca: raiva, compaixão, nojo, repúdio... todos os sentimentos mais fortes do ser humano serão explorados nessa incrível viagem ao passado.

Acho que poderia ficar falando horas e horas sobre o quão incrível acho esse livro, já que ele é um dos meus cinco preferidos de todos os 37 da série. Mas como isso só deixaria vocês curiosos e eu correria o risco de soltar um spoiler, vou só dizer que o livro é:  um suspense cheio de ação, um romance cheio de amor e uma comédia pastelão ao mesmo tempo, fazendo de Reencontro Mortal a pedida perfeita pra quem gosta dos gêneros!
Recomendadíssimo!!

Se quiser conhecer minhas opiniões sobre outros livros da série e da autora, fique a vontade!

Sinopse: Depois do grande sucesso Sedução Mortal, Nora Roberts, sob o pseudônimo de J.D. Robb, lança no Brasil mais um livro da sua famosa série policial: Reencontro Mortal. Eve Dallas foi a responsável direta pela prisão de Julie Dockport há dez anos. Agora, solta por bom comportamento, Julie não pretende deixar a policial escapar ilesa. Um reencontro que jamais será esquecido pelas duas. Exatamente às 19h30, Walter Pettibone chegou em casa e encontrou mais de cem amigos e familiares que gritaram em uníssono: “Surpresa!”. Era seu aniversário. Embora há várias semanas ele já suspeitasse de que uma festa estava sendo organizada, a verdadeira surpresa ainda estava por vir. Às 20h45, uma ruiva com olhos cor de esmeralda lhe entregou uma taça de champanhe. Um único gole do líquido borbulhante o fez cair morto.

Um comentário:

  1. Li e concordo com ABSOLUTAMENTE TUDO! Livro perfeito. Ainda estou na depressão pós-reencontro.

    ResponderExcluir