segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Resenha #101 - Laura Elias - Crepúsculo Vermelho

Oie Gente,

Umas semanas atrás eu contei aqui que ganhei Crepúsculo Vermelho e Lua Negra no blog da Carlinha.
Já estava curiosa para lê-los, então quando ganhei no Sonho me empolguei ainda mais.
Li a sinopse e, por alto, o livro me lembrou muito vários outros que já li e resenhei.
Garota normal, vampiro/anjo/ser místico gostoso e tudebão...
Me perguntei se os personagens seriam parecidos, se me deixariam confusa.
A vontade era de ler logo o livro, mas entre a correria da semana, a arrumação para a viagem, só pude ler ele direito dentro do avião.

Comecei a leitura e, ainda nas primeiras páginas, uma coisa não saía da minha cabeça: "Finalmente uma mocinha esperta!"
A Megan não tem nada de boba, saca as coisas bem rapidinho e não deixa você pensando "alooouuu, você não tá vendo aí na sua cara que ele não é nada disso que parece???"

Ela é uma adolescente como outra qualquer, tem suas inseguranças, seus momentos de rebeldia com os amigos, de querer ficar sozinha no quarto e até de querer matar o irmão menor.
A família dela não é nada normal (como a de todo mundo!! rs), tem seus problemas, suas dificuldades e suas superações, dando uma cara bem realista a estória.

Quando comecei a ler Crepúsculo Vermelho já tinha lido várias resenhas sobre ele. Também li algumas sobre a continuação, Lua Negra. Então acabei pegando um spoiler aqui e outro acolá e tinha uma ligeira ideia do que aconteceria com alguns personagens. Apesar de normalmente isso me deixar desesperada (eu já abandonei livros pelos spoilers estragarem o mistério da estória), nesse caso me deixou ainda mais curiosa.

Durante as primeiras noventa páginas do livro eu parecia aquelas crianças chatas dizendo "Mamãe, já chegamos?" Mas, no meu caso, eu dizia "Laura, cadê o Bill??"
Afinal, eu sabia que ele teria que aparecer em algum momento e que eles iriam se envolver, mas não sabia se isso era uma coisa boa ou ruim.
Por saber disso, também comecei o livro com uma certa implicância com o Simon. Afinal, eles estava me mantendo longe do meu Bill e atrapalhando a minha curiosidade.
Aí ele começou a demonstrar que ele não era tão ruim assim e, como a Megan, acabei meio apaixonada por ele.
Até que ele resolveu que sabia o que era bom para a Megan e agiu como um completo bocó. Aí me irritei e fiquei feliz por acontecer o que aconteceu. Hunf!

Quando meu querido (e muito, muito esperado) Bill apareceu, fiquei tão encantada com ele quanto a Megan.
Venhamos e convenhamos, toda adolescente já desejou ter seu próprio rock star ehehhe.

Os acontecimentos do livro me deixavam cada vez mais curiosa. Também me faziam desconfiar que nem tudo poderia ser tão simples, que tudo não poderia ser assim tão básico e óbvio.
Pequenas dicas aqui, outras ali. A autora deixou pequenas migalhas de informação, que só aguçavam ainda mais minha curiosidade e desconfiança.

Por essa e por outras que, mesmo com a falha na revisão do livro por parte, acho, da editora (estou chutando aqui, hein? Sem processos! rs), nada tira a atenção do leitor sobre o desenrolar do mistério envolvendo os Red Kings e Megan Grey.

O livro tem um Q a mais do que os sobrenaturais YA que temos visto e, a meu ver, o Q é a Megan não se deixar enganar tão facilmente e nem ser pateta. hehehe

O Bill é encantador, o Simon é envolvente e eu realmente fiquei curiosa com os personagens secundários e as lascas do passado de cada um que a autora nos deu.
Fiquei feliz por já ter o livro seguinte e não ter que morrer de curiosidade. hehehe
Já estou acabando Lua Negra e essa semana ainda faço a resenha. Mas tenho que dizer que a cada página fico ainda mais curiosa e desejando desvendar o mistério da história do Bill.

Sei que não é um livro de vampiro com os três S (sexo, suor e sangue), mas os dois últimos tem bastante! hahahaha
Para quem gosta do gênero é uma ótima pedida!
Eu li rapidinho, menos de uma tarde, e me diverti muito durante a leitura!
Recomendo!

Quem quiser conhecer mais sobre a série, pode visitar o site da autora.
Tem algumas informações extras lá.
Até mais!!

Sinopse: Megan é uma jovem de 17 anos subitamente envolvida em uma doce e sombria história de amor com Bill, famoso - e misteroso - lider de uma banda de rock. Ela só não sabia que Bill não é uma pessoa comum. Na verdade, ele pertence a um grupo de seres dotados de capacidades incomuns e gosto por sangue humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário