sábado, 1 de janeiro de 2011

Resenha #115 - Rick Riordan - O Útimo Olimpiano

Oie Gente,

Vocês sabem aquele tipo de pessoa que, por mais simples que sejam as coisas, sempre, sempre consegue acabar machucada, suja ou toda molhada?
Que em uma prateleira contendo 200 frascos de palmito, conseguem escolher exatamente aquele que não vai abrir?
Que, quando enviado numa missão, sempre consegue escolher os piores caminhos ou se meter nas maiores encrencas??
Pois é, assim mesmo é meu querido companheiro azarado Percy Jackson.

Como vocês sabem, eu tenho parceria com a Editora Intrínseca e um dos maravilhosos presentes que ela me deu foram os dois últimos livros da série Percy Jackson.
Ganhei os quatro primeiros da Thaís e depois que comecei a ler me viciei completamente nessa criaturinha sem sorte.
Já tem alguns dias que li O Último Olimpiano, mas só hoje pude sentar para resenhar.

Em O Último Olimpiano a sorte de Percy não muda repentinamente por ser o final dos tempos. Muito, muito pelo contrário.
O livro é maravilhoso. Não podia ter sido um final melhor para uma série tão boa. Apesar de ter sido muito sofrido, com perdas, traições e revelações muito difíceis, o livro fechou toda a estória muito bem.

Não foi um felizes para sempre típico, mas foi um com a cara da série.
Mesmo com todo o clima de tragédia e a tensão que envolve o Acampamento Meio-Sangue, Percy Jackson e suas diabruras vão fazer você morrer de rir nos momentos mais impróprios: como, por exemplo, no corredor do consultório médico, enquanto você lê sobre como ele consegue fazer um simples e inocente passeio virar uma absoluta tragédia.
Ou como ele consegue destruir um apartamento em poucos segundos.

Um dos motivos de eu adorar essa série é a mistura de aventuras com história. Curto muito o humor negro do autor. Pra mim, só faz tornar os personagens um bom bocado mais reais.
Tenho que confessar que eu fui uma aluna de mitologia grega muito, muito medíocre quando fazia segundo grau. Só quando fui fazer cursinho, é que realmente prestei atenção nos detalhes.
Também
Mas nada, nada mesmo, é tão boa aula de mitologia quanto um livro do Percy.

Veja, eu já vi pessoas e personagens xingarem outras pessoas e outros personagens de hárpias. Mas eu nunca, nunca soube que forma tinha um diabo de uma hárpia. Menos ainda quantas cabeças tinha o Cérbero. Ou quantas Fúrias existiam. Imagina só lembrar qual a diferença entre uma dríade e uma naíade.
Mas tudo isso eu descobri, rindo e muito, enquanto lia Percy Jackson.

Tanto se você é um adulto e consegue ligar os personagens a mitologia estudada em história quanto se você é uma criança e eles simplesmente são personagens diferentes e engraçados, você, definitivamente, vai se divertir lendo O Último Olimpiano e toda a série do Percy.
Confesso também que estou me sentindo um pouco sentimental. Afinal, contava com o Percy para ter umas folgas por parte de Murphy, mas, fazer o que... tudo que é bom um dia acaba!

Como sempre o livro é recomendadíssimo!
Até mais!

Sinopse: Dessa vez, o livro marca o final da saga Percy Jackson e os Olimpianos, e tem como título: O último Olimpiano. Nesse livro, os mestiços se preparam para a batalha contra os Titãns. O exército de Kronos está mais forte que nunca e começa a invadir Nova York, e apenas Jackson e seu exército poderá pará-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário