segunda-feira, 4 de julho de 2011

Resenha 154 - J.D. Robb - Pureza Mortal


*voz do além falando*
A resenhista de hoje é uma superrr convidada!
Por possuir o homem mais desejado pelas blogueiras, leitoras e mulheres alucinadas em geral e desejar não ser presa por assassinato, vai resenhar sem indicar seu perfil na postagem!
Por isso não adianta vocês surtarem, procurarem ou pesquisarem. O perfil dela está p-r-o-t-e-g-i-d-o!
Ela avisa, às hackers de plantão, que é A Lei e que qualquer mulher abusada que tentar descobrir seu perfil para ter acesso ao Twitter do Roarke correrá o risco de ser ver "presa para averiguações".
E tenho dito!
Divirtam-se!

 A resenha contém spoiler dos livros iniciais da série.

*****
*olhando de cara feia para a câmera*
-Eu ainda acho isso um abuso da sua parte. Eu não sou jornalista. Isso é departamento da Nanide. Meu negócio é assassinato!
-Para já de reclamar! Você aceitou, agora fica quieta e começa logo!
-Isso é totalmente absurdo! Eu sou uma Tenente de Homicídios, eu não tenho que...
-Quer que eu conte pros tiras que você está se borrando de medo de fazer um relatório?
-Isso aqui não é um relatório, é uma resenha maldita... e que diabos de nome é esse? Resenha? Desde quando eu sou livro, pra você fazer resenha de um dos meus casos?
-Errr... Ai, Eve, para já de choramingar e faz logo isso!

*suspira* 
Bom, já que não tenho como escapar dessa amizade é cheia de regras bestas, igual casamento vamos ao que interessa.
Nas últimas semanas me vi envolvida numa investigação de uma série de suicídios e homicídios causados por um grupo de fanáticos que resolveram limpar minha cidade!
Várias pessoas mortas,  pânico generalizado e um grupo de terroristas doidos fizeram desse caso um caos de mídia não que eu dê lá muita trela para essa idiotice e um desafio político.
Além de ter que lidar com aquela vice-prefeita e aquele RP loucos, Marvis ainda apareceu com uma novidade... arrepiante. Até o Roarke ficou apavorado com isso!
Pra piorar tudo, Roarke ainda resolveu meter um adolescente na minha investigação! Digam se não é de deixar qualquer um com vontade de arrancar os próprios cabelos?
Mas enfim, a Barbara está aqui me cutucando e dizendo que é para eu falar coisas boasss sobre o "livro" ela é louca, eu já disse isso? Acha que a vida é uma série da Nora Roberts então vou dizer que se vocês o "lerem" terão muita aventura garantida e muitas, muitas cenas de deixar você de cabelo em pé e coração na mão.
Pronto!

*suspira*
Tá satisfeita, sua chata?
 
 
***

Gente, espero que vocês tenham gostado da brincadeira.
Todo mundo sabe aqui que eu sou apaixonada pela série Mortal e que não gosto de ficar me repetindo.
Por isso a ideia da Eve fazer sua própria resenha ahahaha
Assim não ficava apenas eu falando e falando e falando.
Garanto que Pureza Mortal é tudo isso e muito mais.
Para quem gosta de aventuras geeks, tem muita, muita geek-conversa dessa vez.
Nem preciso dizer que me senti no céu lendo o Roarke em modo geek King.
Tem váaarias cenas de cortar coração, principalmente as que envolvem o McNab.
É um daqueles livros da série que tem tanto as cenas mais sangrentas, deixando os apaixonados por suspense loucos para descobrir o culpado, quanto as cenas mais românticas, deixando as almas apaixonadas pelos casais suspirando de felicidade.
Eu A-L-T-A-M-E-N-T-E    R-E-C-O-M-E-N-D-O!

Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário