terça-feira, 9 de agosto de 2011

Livro Trauma #03 - Letícia Vidica - Mulheres Solteiras Não São de Marte

Oie Gente!!Outra resenha, outro trauma: auto-ajuda.
Pera, pera, pera! Não sai correndo ainda!
Sério, não precisa olhar torto para a tela, você vai *adorar* essa resenha!
Pega uma pipoca, senta aí e se prepara para rir desse post!

Umas semanas atrás recebi o release de "Mulheres Solteiras Não São De Marte".
Até aí, tudo normal. Abri o e-mail, baixei as informações e fui preparar o NEWS onde ele sairia.


"Baseado em blog"? Devia ser engraçado... mas... hum... aquele título... aquilo tinha cara de auto-ajuda.
Mas, como tinha um zilhão de coisas pra fazer por conta da cirurgia da minha irmã, simplesmente esqueci de conferir o ISBN para informações do bendito...
Tempo vai, tempo vem, tio-do-sedex bate na minha porta... pacote da Universo dos Livros.
"Opaaa, livro novo!!"... rasguei o papel (sabe como é, né? Tem que rasgar pra ganhar mais! rs) e vi que era o mesmíssimo "Mulheres Solteiras Não São de Marte".
Aí foi que lembrei que não tinha conferido o gênero do livro...Fui lá, abri a página de informações e... empaquei.


"Como-assim-auto-ajuda-Vou-mataaaarrrrr-a-Talita!" tadinha, ela sofre! rsrs
Acho que falei isso tããããooo alto que até vieram ver o que de tão impactante tinha naquele pacote.Gente, eu confesso: eu tenho hooorrrrorrr de auto-ajuda! É ela entrar por uma porta e eu sair correndo pela janela!
A culpa toda é daquele maldito filme do Queijo, que eu tive que assistir sete (SETE!!!) vezes durante o treinamento do trabalho.
Não aguentava mais ver aquele ratinho subir aquela pilha de queijo... toda vez que a psicóloga dizia "hoje vamos começar a dinâmica com um filminho" eu tinha desejos de gritar, chorar e me jogar pela janela!


Pra completar a felicidade geral da nação Barbarística, eu ainda tive que *ler* o tal do livro para uma avaliação de perfil de atendimento... posso com isso??????Mas,enfim, voltando ao livro...
Sabia que o livro era baseado num blog e era minha grande esperança... afinal, depois de "Balde de Gelo" (alguém lembra??) eu sempre me divirto com livros baseados em blogs...
Com isso em mente (e o Desafio de Aniversário) resolvi encarar o tal do livro de auto-ajuda e... acho que se enganaram na classificação!
O livro é h-i-l-á-r-i-o!
Eu ri horrores com as situações vividas pela Diana.
Já li uns poucos chick-lits e, na maioria dos casos, eu não gostei muito (nem resenha fiz dos benditos) mas "Mulheres Solteiras Não São De Marte" foi uma surpresa muito, muito agradável!

A Letícia conseguiu juntar, numa mulher, todas as mulheres do mundo.
Tem contos dela carente, revoltada, de TPM, de guerra com o mundo, com os homens, a família e, se houvessem mais páginas, até com o papagaio-do-periquito-do-vizinho!
Em algum momento do livro você achará um conto que combina com o seu tipo atual.
Além das histórias de vida da Diana, o livro ainda conta as aventuras da realista Betina e da romântica sem cura da Lili.
As três, juntas, trazem situações engraçadas, bizarras, arrepiantes e arrepiadas.

Eu gostei  de muitos deles... encontrei amigas minhas em váaarriooooss e quase morri de riso (e de embaraço, confesso) quando *me* encontrava no conto.
Paguei micos terríveis durante a leitura... como, por exemplo, começar a rir sozinha, no meio do hall de entrada do trabalho, quando cheguei no final de "Solteiro Sem Dinheiro", quando a Diana começa a enfatizar para Deus o que ela quer.
Também me engasguei de riso, enquanto bebia água, esperando o médico da minha irmã (atrasadérrimo, por sinal). Imaginem só minha cara, completamente vermelha, quando todo mundo ficou me olhando, enquanto tentava, desesperadamente, fazer com que a água continuasse dentro da minha boca!

Então, se você está lendo isso e, como eu, tem um certo problema com auto-ajuda/chick-lit, "Mulheres Solteiras Não São de Marte" é uma ótima pedida para dar uma melhorada na sua opinião sobre o gênero!
Recomendo!

Ah, se você quiser conhecer outras das aventuras desse trio parada dura, clica aqui e dá uma conferida no blog!



Sinopse: Diana, Lili e Betina são amigas inseparáveis. E assim como todas as mulheres elas gostam de conversar, passear, fazer compras e namorar. Mas é claro que o universo feminino não é feito só de coisas boas. Como em um papo descontraído no bar Diana vai contando seus problemas cotidianos e seus apuros nos relacionamentos com homens de todos os tipos: canalhas, grudentos, super-heróis, traidores, fofinhos, príncipes, sapos e outros tantos babacas.Com certeza você irá se reconhecer em alguma (ou muitas) das histórias compartilhadas por essas amigas. Uma lição de vida e bom-humor que irá ajudá-la a superar, escapar e reconhecer o que cada homem tem para oferecer. Sem rodeios ou invenções.Baseado no blog Papo de Calcinha, este livro reúne uma coletânea das melhores histórias postadas no site, e algumas outras inéditas para você!

2 comentários:

  1. Olá,
    Como boa escritora curiosa que sou, resolvi dar uma 'googada' e vi sua resenha sobre o seu livro. Acho que é a mais verdadeira que já li. Bom saber que o livro quebrou os seus tabus e sei bem que todo mundo foge de auto-ajuda hahahaha até porque não existe fórmula. Adorei o seu texto e a sua indicação. Visite sempre o blog (tem outras historinhas mais que não estão no livro) - papodecalcinha.blogspot.com
    Bjs, Letícia Vidica

    ResponderExcluir
  2. Ahh, que bom que gostou da resenha!
    Sempre dá um medinho resenhar livros de brasileiros, ainda mais quando é de um gênero que normalmente não curtimos!
    Mas a Talita deu uma bola super dentro quando me mandou o livro e eu realmente adorei!
    Obrigadinha pela visita! =D

    ResponderExcluir