sábado, 8 de outubro de 2011

Resenha #188 - Nora Roberts - O Baile dos Deuses

Oie Gente!!


Continuando as resenhas do Especial Nora Roberts, hoje vou falar do segundo livro da Trilogia do Círculo, "O Baile dos Deuses". Nesse livro temos um foco maior na preparação para a guerra e no retorno dos seis para Geall. Os personagens estão cada vez mais unidos e terão que enfrentar situações muito difíceis nessa fase.


O foco romântico desse volume é a Blair e o Larkin. Os dois são opostos completos, coisa bem característica da Nora. Ela é prática, focada e tem um estilo "lobo solitário de ser". Ele é um ser mágico, divertido e esta decidido a ter uma família com ela.




Gente, sei que é feio da minha parte fazer isso, mas eu sempre acho os dois tão parecidos com a Eve e o Roarke! Claro, reserve as proporções mágico-sobrenaturias, temporais e milhonárias, Blair e Larkin não são tão insanos como casal quanto minha dupla futurística favorita?


Sempre adoooorrro quando a Nora faz isso, junta personagens opostos com um envolvimento tão bem estruturado que não te permite dizer "Não tem como esses dois ficarem juntos"!

No batalhão Vampiros do Mal, temos um outro lado da coisa terrível, malvada, malvada, sai-pra lá, cão, praticamente avó da Odete Roitman! da Lilith.


Esse livro traz várias cenas da Lilith "em família". Com o filho e a "esposa" ela é, pasmem, doce. Claro, você tem que levar em conta que ela é uma vampira muito do mal, praticamente o cão-chupando-manga de saias, mas na visão dela do que é família e dos direitos supremos que ela tem sobre o mundo, ela consegue ser amorosa com a própria família. Ela brinca com o filho (de um jeito iouque de ser), dando... brinquedos pra ele (pessoas vivas para ele brincar de pega-pega e coisas do gênero), divide as maravilhosas descobertas do mundo mágico com a Lora (a cena do espelho é maravilhosa!) ao mesmo tempo que planeja o fim de todos os mundos.

Eu já tinha lido a trilogia, por isso não me incomodei e dar um espaço entre os três livros.


Mas, para quem vai lê-los pela primeira vez, eu aconselho a ler os três em sequência.

Se for lê-los separados, vai acabar parecendo que a trilogia é meio... morna, já que tem muito treinamento entre as lutas.

Agorraaa, se pegar os três volumes para ler juntos, aí é uma v-i-a-g-e-m alucinante pela mente vampiresca/faérieca da Norinha.


Leia a resenha de "A Cruz de Morrigan".

Recomendo!


Sinopse: O Círculo dos Seis se prepara para a batalha final contra o exército escuro da vampira Lilith. Na Irlanda, um círculo de pedra serve como um portal e deve levá-los para um lugar e tempo antigos.


É no Geall que todos encontraram seus destinos: O Feiticeiro, A Bruxa, O Erudito, Aquele Shifter e Aquele que Foi Perdido. E quando sua coragem é testada, seus corações estarão unidos como nunca antes...

 

4 comentários:

  1. Eu quando li também pensei em Eve e Roarke tmb!!! Não foi só você! Eu adorei a trilogia mas concordo que tem que ser lido os 3 livros num só folego, se for intercalando com outros livros acaba perdendo o foco. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Humm, pelo visto vou achar morno, já que não estou lendo em sequência! O jeito é comprar os dois últimos e reler A Cruz de Morrigan... Não existe casal igual a Eve/Roarke, existe? Então eu quero ver!!! Meu casal predileto da ficção não pode ter sósias!

    Ótima resenha, mas vc é muito malvada! Fiquei com muita vontade de ver o lado família da bruxa do mal!!! hahahaha

    Abs.

    ResponderExcluir
  3. Quanta resenha da Nora essa semana, coisa linda *-*
    Ainda não li essa trilogia (eeer, claro) e só tenho ainda A Cruz de Morrigan aqui, então quero mesmo ter os dois últimos para poder ler em sequência, como você recomendou :)

    Ameeei esse negócio de Eve e Roarke! Não vejo a hora de ler!
    Chega logo dezembro, quero férias da faculdade :(

    Só pra não perder o hábito, claro que amei a resenha né Bah :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu já disse aqui que a trilogia do Circulo, é uma das minhas favoritas! Apesar de ter amado os três livros, o meu favorito,  não posso negar foi o Vale do Silencio, só porque era a historia do Cian <3 Ele é que vampiro de verdade #prontofalei u.u
    Adoreeeei a resenhaaa, e a comparação da eve e o roarke com a blair e o larkin foi bem legal, eles parecem mesmo ^^
    Beeeijos

    ResponderExcluir