segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Resenha #212 - Nora Roberts - Dom de Natal

Oie Gente!


Depois de meses sem resenhar um Nora Roberts de livraria, resolvi entrar em clima natalino e resenhar "Dom de Natal".
Lançado pela Harlequin Books em 2009, o livro tem duas estórias bem levinhas, e divertas.
As duas tem em comum, além do tema natalino, crianças que roubam a cena.


A primeira tem como personagens centrais a Faith e o Jason, moradores da pacata cidade de Quiet Valley. Eles eram namorados, quando ele resolveu que precisava ir embora e conhecer o mundo. [típico] Ela ficou, com a promessa dele de que iria mandar buscá-la o mais rápido possível.


Passou três meses sem dar sinal de vida [o safado] e ela acabou casando com outro.


Dez anos depois ele resolve voltar e conhece a serelepe da Clara, que, como todas as crianças criadas pela Norinha [toda vez eu digo isso] rouba a cena no livro.
A garota é um capetinha muito do seu fofo e que adorei ela!


Agora, desse primeiro romance, tenho uma confissão a fazer: eu não gosto daquele final. Sério, gente! Ficou faltando a cena entre os três, vai! Norinha malvadinha, adora nos deixar curiosas!
Mas mesmo assim vale a pena ler. É tãooo fofinha!


A segunda estória tem os gêmeos Zeck e Zack, os dois fofuxos mais fofuxos de todos os fofuxos, que resolveram pedir para Papai Noel, como presente de Natal... uma mãe!
Isso mesmo que vocês leram! Uma mãe!
Vejam o diálogo entre os dois, enquanto estavam decidindo o que fazer:




— Então, se pedirmos agora, Papai Noel vai ter bastante tempo para encontrar a mãe certa para nós.
— Eu ainda digo que ele não traz mães.
— Por que não? Se realmente precisamos de uma e não vamos pedir muito mais do que isso?
— Nós íamos pedir bicicletas — relembrou Zeke.
— Ainda podemos pedir as bicicletas — decidiu Zack.
— Mas não vamos pedir mais um monte de outras coisas. Apenas uma mãe e as bicicletas.
Foi a vez de Zeke suspirar. Ele não se importava de desistir de uma lista grande e longa de presentes. E a ideia de uma mãe começava a parecer interessante. Eles nunca haviam tido uma, e o mistério de como seria o atraía.
— E que tipo de mãe vamos pedir?



Como eu disse, é um livro levinho, divertido e perfeito pra uma tarde quieta e tranquila.
Só que o final da segunda estória não vai deixar um olho seco!
É tão lindo que sempre que leio fico desejando que ainda houvesse muitas e muitas páginas dele!
Totalmente recomendado para quem gosta de um livro levinho, romântico e encantado!


Beijos!


SOBRE A OBRA:


Edição: 1
Editora: Harlequin Books
ISBN: 9788576879350
Ano: 2009
Páginas: 308




Sinopse:
Após 10 anos longe de sua cidade, o jornalista Jason Law retorna para New Hampshire sob a égide do filho pródigo. Ele agora pensa em somente uma coisa: reencontrar Faith Kirkpatrick, seu primeiro amor, e sua primeira decepção na vida... Mas talvez ela não tenha mais tempo para Jason... A não ser que, inspirada pelo espírito natalino, crie coragem para tornar realidade seu maior desejo...


Nosso pedido de Natal Os gêmeos idênticos Zeke e Zach tinham somente um pedido para Papai Noel: uma nova mãe! Ao conhecerem a srta. Dayse, a nova professora de música, mal podiam acreditar em tamanha sorte. Por outro lado, convencer o pai deles, Mac Taylor, poderia ser muito mais difícil do que imaginavam. Será que Zeke e Zach ganhariam o presente que tanto queriam?

7 comentários:

  1. Nossa, estou na dúvida!


    Leio agora ou leio depois??? Acho que preciso de um livro levinho assim para dar ânimo e voltar à rotina louca de leitura!!!
    Pode ser uma boa hein???

    ResponderExcluir
  2. Comprei na semana passada, o livro Belíssima de nora Roberts,foi muito barato. Estou muito ansiosa para que chegue logo para começar a lê-lo.

    ResponderExcluir
  3. Faby - A.R de Aracaju19 de dezembro de 2011 10:32

    Eu sou fã de carteirinha de Nora Roberts, mas esse livro não consegui gostar Ba, acho que foi a capa que não me atraiu! kkkk
    Mas assim que tiver outra promoção pego ele e tiro essa dúvida!

    ResponderExcluir
  4. Own, eu quero *-*
    Na verdade, quero t-u-d-o da Nora né, kkkkkkk, mas sempre tem aqueles que eu quero mais =P
    Adorei!

    ResponderExcluir
  5. Oi Bá!

    Ai, eu quero! kkkk

    Eu adoro as histórias que envolvem crianças fofas!

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Own que linda a história e quee fofooo o presente que os gêmeos pedem ao papai noel *-*
    É típico nos livros/filmes e etc.. o pai sumir e depois voltar não é?? hehehehe
    O livro é fino? Eu não gosto de livro fino..termina mtoo rápido e eu leio mtooo mtoo rápido hehehe..mas amei o enredo do livro. *-*

    ResponderExcluir
  7. Uma mãe de presente? Que fofuxo mesmo! E o outro abandona a mulher se m dar notícias! Não merece ficar com ela! Adorei, como sempre... O clichê 'Nora é Nora' se aplica aqui! rsrs

    Bjs.

    ResponderExcluir