terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Terça Sobrenatural #02 - Justin Cronin - A Passagem

Oie.

Meu nome é Barbara, tenho 29 anos e sou viciada em “A Passagem”. Eu estou nessa vida tem exatos oito dias, duas horas e
vinte  segundos. Entrei nessa vida por conta de uma amiga, como muitos antes de nós. Nesse momento tento, a todo custo, resistir ao desejo de sequestrar o autor e exigir como pagamento o lançamento de “Os Doze”.


O que, você não está entendendo nada? Certo, então talvez eu devesse começar do início...


*********


Eu adoro o fim do mundo. Sim, isso mesmo que você está lendo. Eu, aquela que chora até com propaganda de margarina, adoro livros, filmes, jogos ou qualquer coisa que envolva uma catástrofe sem precedentes que leve ao fim do mundo.

Zumbis, neve, água, asteroides e qualquer coisa que destrua boa parte do planeta tá valendo.


A culpa disso é da Umbrella, que começou o vício muitos e muitos anos atrás quando espalhou o T-Vírus pelas ruas de Roccoon City e me infectou com essa mania. Depois de Resident Evil, vieram O Dia Depois de Amanhã, 2012 e um monte de outros "desgraça pouca é bobagem".


Mas eu estava resistindo ao desejo de ler “A Passagem”, já que eu sabia que o segundo livro ainda não tinha saído no Brasil. Até que um dia...


Estava eu dia desses navegando, feliz e tranquila na vida, quando me deparei com a resenha de “A Passagem”, feita pela Lil Lá No Cafofo.
Vocês devem estar pensando “mas você já tinha lido outras resenhas antes, porque essa marcou sua entrada no vício?”.


A resposta é que eu nãos sei. A resenha da Lil me deixou curiosa e eu pedi o livro para a Arqueiro, que prontamente atendeu ao pedido.


Demorei uns dias para começar a ler (afinal de contas, 815 páginas era uma leitura que exigia dedicação), mas quando comecei não consegui mais largar. Vários dias indo dormir no meio da madrugada, acordando igual um zumbi, tendo pesadelos estranhos com personagens apavorantes e surtando a cada guinada que o Justin Cronin dava na estória.


Veja bem, “A Passagem” não é para aquele de coração fraco. Nem para aquele que desiste fácil.
Você se revolta, você quer *matar* o autor, jogar o livro na parede, gritar, espernear e enlouquecer alguém enquanto você enlouquece. Mas você não consegue, de nenhum jeito, largar a leitura.


O texto dele é tão bom, tão... completo, que faz meu coração de viciada em fim do mundo dar pulinhos de felicidade ao mesmo tempo em que era partido em tantos pedacinhos quanto o mundo como conhecemos.


Porque, se você está lendo isso e pensando em ler o livro, tenha em mente que o Justin vai, com muito cuidado e precisão, partir seu coração de leitor dedicado em milhares de pedacinhos minúsculos e sangrentos. Ele vai fazer você se apaixonar pelos personagens, torcer por eles, criar esperanças na sua alma romântica e depois destruí-las com uma precisão militar.


Querem ter uma ideia do que vão encontrar? Então deem uma espiadinha na sinopse:




Primeiro, o imprevisível: a quebra de segurança em uma instalação secreta do governo norte-americano põe à solta um grupo de condenados à morte usados em um experimento militar. Infectados com um vírus modificado em laboratório que lhes dá incrível força, extraordinária capacidade de regeneração e hipersensibilidade à luz, tiveram os últimos traços de humanidade substituídos por um comportamento animalesco e uma insaciável sede de sangue. (...)Enquanto a humanidade se torna presa do predador criado por ela mesma, o agente Brad Wolgast, do FBI, tenta proteger Amy, uma órfã de 6 anos e a única criança usada no malfadado experimento que deu início ao apocalipse. Mas, para Amy, esse é apenas o começo de uma longa jornada – através de décadas e milhares de quilômetros – até o lugar e o tempo em que deverá pôr fim ao que jamais deveria ter começado.



Leu? Ficou curioso? Pois fique sabendo que isso tudo aí, todo esse aglomerando de desgraça-do-fim-do-mundo é apenas o início do livro. Muitas, muitas outras coisas acontecem.


Você pode me perguntar o que acontece assim de tão bom, mas vou tentar contar o mínimo possível.


Posso dizer que você vai se encantar com a Amy nas primeiras páginas, querer segurar a mão do Peter nos momentos de dor, consolar personagens, bater no autor, entrar na estória, passar as páginas para saber o que acontece ao mesmo tempo que deseja rendê-las o máximo que puder, etc, etc, etc.


Foi amor (e sofrimento) a primeira linha. Gostei de tudo, desde as escolhas para as citações de abertura dos capítulos até aquele final de fazer curioso arrancar os cabelos e ansiosos subirem pelas paredes.


Estão se perguntando o que um livro-catástrofe está fazendo na terça sobrenatural? Eu explico: a catástrofe que assola nosso querido planeta são os meus tão queridos vampiros.
Isso mesmo! Vampiros!


Mas não são vampiros iguais aos meus Guerreiros da IAN.
Nãooo! A coisa está bem mais estilo Lilith de ser!
Só que, ao contrário da Lilith, esses "vampiros" foram criados pela necessidade macabra do homem de subverter teorias pacíficas e transformá-las em armas.
No caso, um cientista que havia perdido uma pessoa querida para uma doença terrível tentava criar algo que acabasse com todas as doenças do planeta.
Claro, tinha que aparecer um "Sargentão" do exército e transformar tudo em uma pesquisa para criar o soldado perfeito, imune as doenças, ferimentos, blá blá blá. Aí deu no que deu!


Ah, vocês lembram que eu disse no início da resenha do desabafo que eu sabia que a continuação não tinha sido lançada no Brasil? Bem, rá, rá pra mim, não foi lançado nem nos EUA.


Sim, isso mesmo, eu arrumei um vício que vai levar meses para ser publicado em inglês e muitos, muitos outros para sair no Brasil.


É isso aí, minha gente, eu vou sofrer. Longos, longos meses querendo saber o que diabos acontece depois daquele final.
Porque, povos desse mundo de letras, aquele final só me deixou mais curiosa pelo próximo livro!


E, bom, enquanto eu conto os dias para ele sair, que tal você se juntar ao grupo dos que #QueremOsDozeJá e garantir um exemplar?



Beijos!

27 comentários:

  1. HAHAHAHAAHAH então agora a culpa é minha, é? Benfeito. Quem manda vc dar ouvidos prazamiga? :P

    Mas sério. Esse livro é excelente. Mesmo morrendo de raiva no final, por querer ler a sequência e não ter, vale a pena. Uma das melhores coisas e já li e um dos melhores livros que li este ano. Mesmo com tudo isso eu recomendo! Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Eu tinha que ler esse post. Eu li esse livro logo que foi lançado e meu apaixonei! Adorei sua resenha, pois tudo que você sentiu eu também senti...

    Quando terminei a leitura e me deparei com aquele final quase arranco todos os cabelos da minha cabeça, só depois fui descobrir que se trata de uma trilogia que estava longe de ser terminada... #raiva

    Enfim, tentei fazer com minhas amigas lerem o livro, mas quando se deparam com o tamanho acabam desistindo. Elas não tem ideia do quanto estão perdendo.

    Barbara foi um prazer dividir um pouquinho da emoção desse livro com vc.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ah, nem saiu a continuação ainda?? Acho que vou esperar... detesto quando fico nessa neura, parece mesmo que a gente está em crise de abstinência de tão desesperada que fica, né??rss...
    Acho que vou comprar, mas não vou ler...rss

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  4. A culpa é sua, toda sua! Agora quero saber, como eu fico???
    Entrou pra lista dos favoritos, mesmo com todo o sofrimento que a espera pelo lançamento vai causar!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi, desculpa encomodar, teria como votar em mim? Entra aqui http://www.houseofchick.com/2011/12/1-parte-do-resultado-do-concurso.html
    e vota na peça nº 06 – Larissa Daiana? Ah segue o blog pra validar? É
    rapidinho, obrigado


     


    Beijos

    ResponderExcluir
  6. POOOO :O QUE MASSA!!!!!!!
    Eu no início pensei que fosse zumbis tb.... mas são vampiros *o*
    Isso já aconteceu comigo,de pegar o livro e passar horas,dias lendo..tive que usar óculos de tanto ler..hehehehehe.
    815 pgs? isso sim que é livroo bom pra ler..quantas mais pgs..melhor :D
    eu comprei um: A filha do capitão..quase 700 pgs,ainda ñ li,mas sei que é massa..pela quantidade de pgs.
    Essa passagem promete hein?
    Quero ler *o*

    ResponderExcluir
  7. eu também ja tinha lido a resenha la no cafofo que gostei muito eu amo livro assim terror mesmo.Agora lendo a sua resenha super empolgante quero sim este livro o mais breve possivel.Adoro livros grandes esse tenho certeza vai fazer eu me sentir assim como voce.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ba.

    Aeeeeee. Mais uma viciada que entrou para o Clube dos #QueremOsDozeJá. kkkkkk.

    Sem a menor sombra de dúvida, este livro entrou no meu top do ano passado e na minha lista de favoritos. Um dos melhores que li.

    Sabia que você ia surtar com o final, assim como eu fiquei. Este livro foi tão impactante, que demorou para sair da minha cabeça. E fiquei um bom tempo tendo pesadelos com os personagens, especialmente os virais. rs.

    Você descreveu exatamente tudo o que senti ao longo da leitura. Mas, se raiva matasse, eu estaria frita, porque é fogo esperar pela continuação que ainda está longe de chegar, mas acho que a espera valerá a pena. Assim espero. #mimimi.

    Recomendo a todos que ainda não tiveram a chance de lê-lo! Vocês não vão se arrepender por nenhum momento.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Muito parecido com um filme que assisti a pouco tempo (não me pergunte o nome, mas lembro que um dos Vamp bem bonitinho até não queria ser e isso desencadeia a cura), como nunca li nada catastrófico vou ter de provar pra ver, mas a resenha me deixou curiosa..

    ResponderExcluir
  10. Hahahahahaha!  Viciados em livros anônimos, tem uma vaguinha? Só de ver seu desespero pelo TT, fiquei ultra-mega-bláster-power-curiosa! Porque eu a considero uma pessoa que já leu de tudo e conhece todas as nuances da literatura, aí fiquei me perguntando: "o que será que tem esse livro que tá encantando tanto essa menina?". Já tinha dado uma bizóiada na capa, que me lembra A Cabana. Mas a sinopse me deixou um pouco curiosa, não imaginava que tinha vampiro no meio! Também adoro o FIM DO MUNDO! Podem ser filmes, livros, fotos, tudo!

    Quero esse livrooooo! Ontem, mês passado, ano passado! Mas também estou com medo de sofrer por causa da demora do segundo. Vc pelo menos ainda lê em inglês, eu não! =/


    Beijos. =)
    @crislayne_df:twitter

    ResponderExcluir
  11. Oi Bá!

    Estou vendo que o livro é bom mesmo! Você se empolgou demais na resenha kkkk o que significa que quando eu for ler, vou me viciar também kkkk

    O faz se ainda não foi lançado o segundo???

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oie Ju!
    Menina, eu fiquei feliz de ter demorado um pouco mais para descobrir as maravilhas de A Passagem, porque, pelo amor do meu coração de viciada, eu não ia aguentar esperar tanto!
    A Lil me disse hoje que o livro sai ano que vem, então já estou separando as moedinhas para comprar o original na Bienal do Livro ou com a  @EditoraArqueiro:disqus  ano que vem!
    #QueremosOsDozeJá!

    bjs!

    ResponderExcluir
  13. Ainda não, acredita?
    Terei que sofrer por longos 764554857593575 milhões de dias ainda!
    Vou morrer!!!!!

    Compre E LEIA!
    O sofrimento vale MUITO a pena!
    É m.a.r.a.v.i.l.h.o.s.o!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Promete mesmo, Raquel!
    Ele é maravilhoso!
    Você acredita que a primeira vez que eu vi fiquei olhando pra ele meio torto?
    Tadinha de mim, não sabia o que perdia!!
    Eu estou com dois grandões aqui. Amante Vingado e Crônicas de Gelo e Fogo 1.
    Cadê coração pra ler??? rsrs

    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Você! Você é a culpada pelos pesadelos! hauhauha
    Aquela Mulher Gorda não para de me perseguir com aquele cigarro terrível! hauhauha

    Ainda bem que eu demorei para ler, porque só vou ter que esperar meio ano!
    Se tivesse tido que esperar um ano inteiro ia MORRRERRR!!!!

    Esse entrou para a minha minúscula lista de favoritos/serão-lidos-de-novo!
    Tive que resistir ao desejo de fechar e abrir de novo para continuar a ler!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. OMG, tem tanto tempo que tô querendo comprar e ler A Passagem... Sou apaixonada por essa capa, sério! E haja empolgação, né? >_< Mas também, um livro com mais de 800 páginas tinha que ser viciante senão as pessoas largariam antes das 100! rs

    ResponderExcluir
  17. Eu adoro uma catástrofe!!! Fico sempre empolgadíssima quando leio algo assim! hihii

    Bjs!

    ResponderExcluir
  18. huahauha
    Desse vício eu não consigo me livrar!
    E olha já que assumi tem anos o primeiro passo "Oi, meu nome é Barbara e sou uma viciada" hauhauhauahuaha

    A primeira vez que eu vi a capa de A Passagem eu achei que era uma coisa meio estilo A Cabana. Mas não tem nada haver hauhauhauahau

    Pois é, nem previsão dele sair por aqui!
    Vamos todas sofrer! #QueremosOsDozeJá

    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Você sofre junto comigo, com a @lilian_escreve:twitter  e a @carla_fernanda:disqus hauahuahuahuahua!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  20. Verdade, Jana!
    Se você tiver a oportunidade, leia!
    É maravilhoso!!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Isso aí, Ka.

    Leia que você vai amar e será mais uma aderindo ao clube!

    Pelo menos você não estará nesse sofrimento há mais de um ano... Oh, céus! Mas tenho certeza, que quando for lançado o segundo, valerá cada segundo, minuto, dia, mês, semana de espera.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. uai..é mtos livros para ler..aah mais eu não me canso..ficaria numa biblioteca altas horas u.u
    Prepara coraçãooo uahsuahsa
    bjos ;*

    ResponderExcluir
  23. Sua resenha me conquistou, quero muito ganhar o livro...

    ResponderExcluir
  24. Essa editora é lider em me deixar loucaa...
    Lendo a resenha e ficando mais louca ainda.
    Quero ganhar a promo ^^
    Beijoos

    ResponderExcluir
  25. Ler resenhas ainda vai me matar! Rs.
    Nunca tinha me interessado pelo livro. Sei lá, a capa nunca me levou ao interesse e nenhum conhecido tinha lido ainda. 
    Mas eu tinha que ler esse resenha e ficar morrendo de vontade de ler, não?
    Eu nunca iria imaginar que se trata de uma histórias de vampiros. Alias, eu nunca podeira imaginar que se trata de uma história sobre o fim do mundo. Mas é aquilo sempre. Nunca julgue o livro pela capa. Sempre que eu olhava para a capa desse livro me lembrava de A Cabana (que eu amei). Achei que seria um tipo de copia do livro. Mas eu estava totalmente (alias, super hiper mega ultra) errada.
    Parabéns! Me fez viciar em algo que nem sei quando poderei ler, e quando ler ficarei ansiosa pela continuação! Rsrs. Suspeito que fez isso para todos ficarem ansiosos juntos, não?! kkkk.
    Muito bom a resenha! Fiquei realmente curiosa para ler o livro! Parabéns!

    Bjoos

    ResponderExcluir
  26. Oie!

    Eu também tive essa impressão quando vi essa capa!
    Mas não tem nada haver com a Cabana!
    É de arrepiar também, mas de medo! rs

    Oras, claro que foi por isso!
    Qual a graça de eu sofrer aqui toda sozinha?? hauhauhauaha

    Bjs!

    ResponderExcluir
  27. [...] Leram meu desabafo no post de hoje? Não? Então clique aqui e confira! [...]

    ResponderExcluir