segunda-feira, 28 de março de 2011

Resenha #134 - Isaac Assimov - Eu, Robô

Oie Gente!

Eu escolhi Eu, Robô como minha leitura do mês de Março para o desafio literário. Dessa vez não foi por ser um desafio ler Isaac e sim porque eu adoroooooo os livros dele!
A genialidade do cara é incrível! Adoro a maneira dele escrever sobre coisas que, naquela época, eram apenas teorias malucas de cientistas mais malucos ainda.

Em "Eu, Robô" temos vários pequenos contos, cada uma ressaltando as principais leis da robótica.
Eu, que adoro um bom livro-geek, me diverti muito lendo!
Como os contos são pequenininhos eu não vou contar nadinha pra vocês sobre eles, mas vou garantir que você vai se divertir muito, muito, muito!!!
Até mais!

Sinopse: Eu, Robô é uma coletânea de contos sobre robôs, que já haviam sido publicados em revistas. Asimov amarra os contos uns aos outros, como uma pesquisa de um jornalista, que vai entrevistando as pessoas e aí entram os contos. Um dos maiores sucessos de Asimov, contém as Três Leis da Robótica, enunciadas por Asimov e amplamente aceitas até por outros autores.

sábado, 19 de março de 2011

Resenha #133 - Becca Fitzpatrick - Crescendo (Hush, Hush #2)

Oie Gente!

Como eu disse uns dias atrás recebi "Crescendo" da Intrínseca.
Acabei de ler e vou tentar dizer o que me agradou e o que não me agradou no rumo das coisas sem deixar vocês toparem com qualquer spoiler.
Ah! Se você ainda não leu "Sussurro", pare aqui mesmo e vá ler outra resenha! Esta aqui esta cheia de spoilers do primeiro livro!

A primeira coisa a deixar claro é que apesar de não ter gostado nada, nada, nadiquinha de nadinha do rumo que a Becca deu para alguns personagens o livro em si é muito bom. Mesmo as burradas completas que alguns deles fazem tem absolutamente todo o sentido naquele momento, apesar de deixar você com ânsias assassinas.

Não sei se a opção de mostrar que personagens maravilhosos podem ser completamente tapatos era a ideia inicial da Becca, mas nunca vi tanto personagem irracionalmente juntos em um mesmo livro!

Era a Nora, sendo teimosa e o Patch sendo orgulhoso. A teimosia dela é até aceitável, afinal ela só tem 16 anos... mas o Patch? Alooouuuu, para onde foram todos os anos de experiência dele?? Tive vontade de matar eles todos nas primeiras 50 páginas.

Depois disso a Becca foi me fazendo ficar intrigada com todas as pistas que foi dando, deixando muita curiosidade irritadíssima. rsrs
O final do livro compensa, e muito, o começo morno.
No final das contas considero o livro muito bom, ótimo para uma tarde de diversão!
Até a próxima!


Sinopse: Nora deveria saber que sua vida estava longe de ser perfeita. Apesar de começar uma relação com seu anjo da guarda, Patch (quem, título à parte, pode ser descrito como qualquer coisa, menos angelical), e sobreviver a um atentado a sua vida, as coisas não parecem melhorar. Patch está começando a se afastar e Nora não consegue descobrir se é para o seu próprio bem ou se o seu interesse voltou-se para sua arqui-inimiga, Marcie Millar. Sem contar que Nora é assombrada por imagens de seu pai e ela fica obcecada querendo descobrir o que realmente aconteceu com ele naquela noite em que ele partiu para Portland e nunca voltou para casa. Quanto mais Nora se aprofunda no mistério da morte de seu pai, mais ela começa a se perguntar se sua ascendência nefilim tem algo a ver com isso, assim como o por quê de ela estar em perigo com mais freqüência do que as garotas normais. Já que Patch não está respondendo suas perguntas e parece estar atrapalhando, ela tem que começar a procurar as respostas por si só. Confiar demais no fato de que ela tem um anjo da guarda põe Nora em perigo de novo e de novo. Mas ela pode mesmo contar com Patch ou ele está escondendo segredos mais obscuros do que ela pode imaginar?

segunda-feira, 14 de março de 2011

Resenha #132 - Gena Showalter - A Noite Mais Sombria

Oie Gente!

Essa semana estava precisando desesperadamente de um livro sobrenatural adulto para ler, então me rendi a minha paixão pelos Senhores e peguei "A Noite Mais Sombria" para ler novamente.
E, nossa-senhora-da-leitura-quente, o que é aquilo?

Tinha esquecido a potência da Maddox!! Mon Dieu, mon dieu, mon dieu!!!!!, que quente!
Mesmo já conhecendo essa estória, passei por todas as fases de um leitor iniciante. 
Primeiro, o corpo sua pelo medo. O que essas páginas me reservam? E essa borboleta estranha da capa?
Depois, os pelos todos do corpo ficam arrepiados de apreensão. Ai meu Deus, ai meu Deus, as páginas estão chegando!
Aí, as páginas se abriram e meus olhos simplesmente ficaram grudados nas páginas, sem conseguir fazer outra coisa que fosse! Só ler, ler e ler até a última página, num desespero que beirava a necessidade que Maddox tem pela Ashlyn!

Se você quer saber o que me leva a ser apaixonada por essa estória, senta aí que eu vou contar:
  1. Os personagens masculinos são daqueles que você sonha ter na sua cama, na rua, na fazenda, na casinha de sapê e em todos os outros lugares;
  2. O romance dos personagens é explosivo, avassalador, violento, romântico, encantador, quente, quente, quente!
  3. A estória vai te deixar grudada nas páginas da primeira página até a última. Eu, que adoro livros mitológicos, fiquei babando nas referências históricas. Deuses, eu adoro deuses! há-há
  4. As estórias paralelas são de fazer você surtar de ansiedade, ao mesmo tempo em que deseja que elas passem bem devagar para você render, render e render!
  5. Os outros personagens, todos, são parte do motivo número um. *pausa para mais olhares babões*
Não, sério, parem e pensem em todos aqueles personagens que você já caiu ligeiramente apaixonada, ligeiramente encantada e/ou ficou totalmente-babando-mais-do-que-bebê, coloquem eles todos dentro de uma mesma casa e voilá, você tem a fortaleza.
É simplesmente impossível não ficar com o coração acelerado, o corpo suando e as mãos tremendo ao ler esse livro!
Se você ainda não deu um jeito de ler, largue já o seu computador e vá fazer isso!
Ele é tudo-de-bom-gostoso-e-hot-com-extra-plus!

Não vou parar para falar dos personagens de um por um dessa vez porque eu simplesmente não quero estragar a surpresa!
Mass, se  você é daquelas curiosas-masoquistas (eu! eu! eu!) e precisa saber um pouquinho mais sobre tudo antes mesmo de ler, a Beta fez uma resenha falando sobre eles!

Recomendadéeeeeerrrriiimmoooo!!!

Sinopse: Ashlyn Darrow sempre fora atormentada por vozes de diversas épocas, sobrepostas, interligadas, vindas de todas as direções, causando-lhe profundo sofrimento. Só havia um lugar onde ela talvez pudesse encontrar a cura para seu mal: a misteriosa fortaleza habitada pelos imortais, em Budapeste. Homens com poderes extraordinários, cada um carregava em si um dos demônios libertados da caixa de Pandora. Porém, somente Maddox, o guerreiro castigado com a mais cruel de todas as maldições, seria capaz de livrar Ashlyn de seu desespero. Morrendo todas as noites e renascendo à alvorada, o guardião do demônio Violência agonizava com o desejo de tocar Ashlyn, mas receava perder o controle sobre o espírito maligno e se tornar uma ameaça para ela.

terça-feira, 8 de março de 2011

Resenha #131 - Giorgio Faletti - Eu Sou Deus

Oie Gente!!

Quando a Intrínseca me ofereceu esse livro eu aceitei principalmente porque o título chamava a atenção.
Como um tiro no escuro, resolvi pegar esse thriller para dar uma variada nos temas resenhados no blog. 
Chegou terça feira e resolvi render ele para o final de semana.
Comecei a ler na sexta e tive que me obrigar a largar em vários momentos para render e ponderar sobre a leitura.
São tantos detalhes, tantas ações acontecendo ao mesmo tempo no início do livro que é preciso parar para pensar, ou você vai perder informações muito necessárias para entender o final.

Cheio de armadilhas, emoções extremas e muita, muita correria, "Eu Sou Deus" conta a missão de um homem doente que acredita ser exatamente o que o título diz: Deus.
Com base na terrível história da guerra do Vietnã, o livro relata o que a guerra pode fazer com as pessoas e no que ela é capaz de transforma-las.

Vivien é uma policial dedicada que se vê numa situação muito difícil na sua vida familiar. Enquanto tenta fazer sua família resistir ao caos que a envolveu precisa por seu atual caso a frente de tudo, ou o custo será muito alto.

Russel é um jornalista marcado por escanda-los, viciado em autodestruição, que se vê envolto numa tragédia sem proporções e tendo que, finalmente, fazer a escolha que ele adiou a vida toda: estava pronto para ser ele mesmo e sair da sombra do irmão?

O livro é alucinante. Começa a te prender aos poucos, insidiosamente... quando você percebe, está completamente vidrado e não consegue larga-lo!
Totalmente recomendado para quem gosta de um bom romance policial, com um serial killer de deixar o Dexter de cabelo em pé!
Recomendo!

Sinopse: Aparentemente não há qualquer morbidez nas ações do serial killer que mantém Nova York sob ameaça. A escolha de suas vítimas não obedece a complicados percursos mentais nem ele as encara enquanto morrem, mesmo porque não teria olhos para tanto. Uma jovem detetive esconde os dramas pessoais sob a sólida imagem profissional. Um repórter fotográfico com um passado que deseja esquecer, busca uma segunda chance. Os dois juntos são a única esperança de deter um psicopata que sequer assume a autoria de seus crimes. Um homem que não pode ser responsabilizado pelos próprios atos. Um homem que acredita ser Deus.

domingo, 6 de março de 2011

Resenha #130 - Deborah Simmons - Bodas de Fogo

Oie Gente!


Como vocês sabem, eu estou participando da Maratona de Banca esse ano! E "Bodas de Fogo" foi a minha escolha de leitura para o mês de Março!

Vocês sabem que eu não sou chegada em clássicos históricos, né? Mas, dos poucos que eu li (não chegam nem a 50) os da Deborah Simmons são sempre os que acho mais divertidos.


Isadora se vê obrigada a escolher um marido por ordem do Rei e resolve que vai ser mais espera que ele e escolher alguém que, ela aposta, não será aceito! Mas, como um bom plano made in Cebolinha, vai tudo pelos ares quando o Rei aceita o pedido dela!


Piers é um personagem soturno e misterioso, cheio de lendas demoníacas envolvendo sua vida. E, de repente, se vê noivo de uma mulher que não conhece e tendo que esconder seu grande segredo a todo custo.


Apesar do meu pé atrás com romances históricos causado pelo grande desastre literário, eu peguei esse livro bem empolgada pra ler.

E não me arrependi! Assim como os outros livros da Deborah, esse dosa perfeitamente o humor e o drama, não deixando você se afogar num mar de lágrimas ou perder a dramaticidade da época, marca registrada dos romances históricos.

Recomendo!


Sinopse: Piers Montmorency

Diziam que o misterioso Cavaleiro Vermelho não era um simples mortal. Que fizera um pacto com o demônio, em troca de se tornar um guerreiro invencível. Isadora, porém, podia sentir com todo o seu ser que as sombras do enigmático e fascinante Piers ocultavam um segredo muito mais profundo...



Isadora de Laci

Feito um vendaval, Isadora invadiu o castelo de Dunmurrow para reivindicar o Cavaleiro Vermelho como marido! E Piers percebeu que sua vida mudaria para sempre. Mas uma mulher tão ardente e cheia de luz iria aceitar viver uma paixão envolta pelas trevas?