terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Terça Sobrenatural #11 - Christine Feehan - Príncipe Sombrio

Oie Gente,


O post de hoje levou vários dias para ser concluído.
Comecei, não gostei, apaguei tudo e comecei de novo. Várias e várias vezes.
O principal problema era que eu não sabia como começar uma resenha de uma estória que eu adoro, mas de um livro que eu detestei.


Então, resolvi começar a resenha com o motivo de eu ter detestado o livro de uma estória que eu adoro.



"Príncipe Sombrio" foi originalmente publicado em 1999 e depois de muitos pedidos e muita espera, comprado por uma editora brasileira e publicado aqui.
Até aí estava tudo ótimo e eu era só felicidade.
Só que aconteceu um pequeno problema.
Em novembro do ano passado a autora lançou uma versão estendida, com 100 páginas que haviam sido cortadas da primeira edição.
Para mim essas cem páginas fazem tooodaaa a diferença no livro, já que muitos dos acontecimentos dinâmicos e enérgicos ficaram muito lentos e coisas que a autora havia cortado por estar repetitivo, monótono e chato, foram parar lá.
Certo, é legal ver isso quando você já conhece a estória, já leu e ficou curioso em saber como era o original.
Mas quando você não conhece o enredo e vai ter um primeiro contato... bem, aí não é tão legal.


E, ao contrário do que diz a ficha técnica da versão brasileira, foi a versão estendida que a Universo dos Livros publicou.
Eu não conseguia entender o motivo desse erro absurdo. Era preciso uma explicação e, apesar de várias resenhas já publicadas falando sobre os erros, não vi qualquer explicação da Editora. Então mandei um e-mail para a Universo perguntando o motivo de terem escolhido essa versão.
Só me disseram que isso era uma questão editorial e complicada.
Bom, fui atrás da resposta por mim e descobri que o que se encontra para vender, com facilidade, é essa versão com os extras.
Para achar a versão original você precisa saber que ela existiu e conhecer, ao menos, a capa da bendita. O que me leva a crer que só estavam disponíveis para compra os direitos sobre a versão estendida.


Para piorar todo o meu problema com o resultado da versão brasileira, o livro está cheio de erros.
Tem frases com personagens trocados, erros absurdos de português, vírgulas no lugar errado e todo tipo de absurdo que você possa imaginar.


Eu não sei se todo mundo lê da mesma maneira que eu, mas quando estou lendo fico imaginando a estória.
As falas, as ações, tudo acontece dentro da minha cabeça.
Por isso, quando estou lendo uma cena onde os personagens estão pensando e as cenas no livro estão em itálico, uso essas marcações para criar as cenas na mente.
E aí, quando me deparei com os erros de formatação no livro, quase morri.
Era como estar caminhando, tranquila, e dar com a cara em uma parede de vidro.
Simplesmente me fazia perder toda a empolgação e me desconcentrava completamente.


Eu até comecei a anotar os erros, como vocês podem ver aqui. Mas depois do décimo eu já estava frustrada e desisti de anotar.
Se você achou algum outro erro, por favor, me avise e avise à editora! Existe uma notinha na aba do livro com o e-mail do editor, dizendo que qualquer crítica deve ser enviada para eles.
E acho que é de absoluto interesse da Universo dos Livros saber que o investimento deles corre o risco de ir por água abaixo, já que o produto final foi completamente estragado.


Bom, esses foram os nada pequenos motivos que me fizeram odiar a versão final de Príncipe Sombrio.


Segundo a Universo, mudaram algumas coisas na equipe de revisão e produção e vão fazer uma nova adaptação para "Príncipe Sombrio".
O que ainda não deu tempo de perguntar é se quem já tem a versão com problemas terá alguma possibilidade de troca ou de desconto na próxima versão.
Prometo que vou ser bem cara de pau e vou perguntar e, assim que me derem uma resposta, faço um post aqui avisando.


Agora, sobre a estória de Príncipe Sombrio.


Mikhail Dubrinsky é de uma espécie totalmente diferente. Ele é o príncipe dos Cárpatos, um ser nascido há séculos e que tem lutado contra a escuridão durante muitos e muitos anos.
Ele é arrogante, mandão, autoritário e tudo aquilo que se espera de um homem nascido e criado antes mesmo das Cruzadas.


Raven Whitney é uma mulher especial. Ela caça serial killers com seus talentos psíquicos e está em busca de um pouco de paz. Ela vai para as montanhas Cárpatos pensando em descansar, mas encontra muito mais do que pediu na figura de um homem lindo e arrogante.


Os dois não tem nada em comum, mas são tudo o que o outro precisa.
Vejam bem, essa é uma série de amor e ódio.
Ou você entende as características dos personagens e o motivo por trás de cada mania esquisita deles ou você os odeia completamente por conta disso.
Eles são "homens" com séculos de vida e estão acostumados a obediência total.
E é aí que a coisa toda complica!


Se você vai ler esperando um casal modelo, um herói sem nenhum defeito e uma heroína perfeitinha, vai ficar desapontado.
A arrogância de Mikhail o torna um tanto quanto irritante e a fragilidade emocional da Raven faz você duvidar que ela consiga ser forte o suficiente para lutar contra a dominação do Príncipe.
Agora, não só do casal principal vive um livro, certo?
A dona Feehan nos apresenta os próximos protagonistas “complicadões”.
Gregori, Aidan, Jacques vão ser os próximos casos de amor e ódio e têm todas as características irritantes de machos arrogantes e seguros de si. [risos]


Eu confesso que eu adoro livros com homens assim. Ainda mais quando eu já sei que eles vão “pagar a língua” e virar o exemplo do parceiro perfeito: sempre terão a felicidade e segurança de suas parceiras acima das suas próprias e farão o possível e o impossível para que elas tenham tudo aquilo que desejam.
É uma daquelas séries que você ama ou odeia. Não adianta você dizer que a série vai ganhar seu coração nos próximos volumes, porque ela não vai.


As personagens masculinas são todos no estilo arrogante de ser do Mikhail, as femininas são todas complicadas e a estória sempre tem um Q de macho alfa no controle completo.


Bem diferente do usual, é um livro para corações fortes e almas persistentes.
Beijos!


Sinopse: Mikhail Dubrinksy é o Príncipe dos Cárpatos, o líder de uma sábia e secreta raça ancestral que vive na noite. Tomado pelo desespero, com medo de nunca encontrar a companheira que iria salvá-lo da escuridão, a alma de Dubrinksy gritava na solidão. Até o dia em que uma bela voz, cheia de luz e amor, chegou a ele, atenuando sua dor e seu anseio. Raven Whitney possui poderes telepáticos e os utiliza na captura dos mais depravados serial-killers. Desde o momento que se conheceram, Raven e Mikhail foram incapazes de resistir ao desejo que faiscava entre eles. Mas forças sombrias tentarão destruir esse frágil amor. E mesmo que sobrevivam, como poderão - cárpato e humano - construir um futuro juntos?

26 comentários:

  1. Oi Bárbara!
    É realmente uma incongruência a Editora comprar os direitos de uma obra, investir um valor enorme para lançá-la e não atentar-se a qualidade do produto final! Já li a série em ebook, adorei, e estava na minha lista de compras, mas realmente não me anima investir dinheiro num livro com erros básicos de edição. Vamos ver como sairá a próxima edição, não é?

    ResponderExcluir
  2. Oie Elis,
     
    Eu ainda estou muito triste com tudo isso.
    É uma série que eu adoro e que foi completamente estragada pelos erros cometidos pela editora. E o pior é que, quem não conhece a série, vai sofrer ainda mais. =/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ba,

    Você disse tudo! Adorei. Estou desde dezembro tentando mostrar para as pessoas, que leram e não gostaram, que o problema não é da autora ou do texto original, mas sim da edição nacional.

    bjokas

    ResponderExcluir
  4. Ain :X Meda de ler e ver que acabaram com o livro.

    Beijocas,Lariane - Leituras & Devaneios

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ba.

    Adorei! Você explicou tudo de forma sucinta e clara. Eu não conhecia essa série. Só fui conhecer agora, mas infelizmente a edição nacional deixou a desejar nesses quesitos que você citou muito bem, o que me deixou frustrada durante toda a leitura. Mas o que me deixou ainda mais chateada é que paguei caro por um produto neste estado.

    O enredo é ótimo! E faço das minhas, as palavras da Tonks: "Estou tentando mostrar para as pessoas, que leram e não gostaram, que o problema não é da autora ou do texto original, mas sim da edição nacional."

    É uma pena, mas torço para que isso seja corrigido.

    Vamos aguardar.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Você não esperou pela segunda edição? rsrsrs Acho que vou esperar mais um pouco para comprar, já que será lançado com melhor revisão. Mas meu desejo de ler e curiosidade só aumentam!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Pois é, Cris, eu não esperei.
    Resolvi encarar e, bom, deu nisso aí!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Eu espero realmente que seja corrigido!
    É uma série maravilhosa que tem tudo para emplacar! Desde que a Universo corrija os erros, claro!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Pois é, Tonks, eu também!

    Mas tá difícil do pessoal encarar ler de novo depois da correção. =/

    Bjus!

    ResponderExcluir
  10. Espera a próxima edição, Lari!
    É a melhor coisa que você faz!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Oi Bárbara,  você disse:
    "O que ainda não deu tempo de perguntar é se quem já tem a versão com
    problemas terá alguma possibilidade de troca ou de desconto na próxima
    versão."

    Acho que a editora deveria tomar uma atitude e recolher todos os livros desta edição com erros e, claro, devolver o dinheiro ou trocar o livro de quem comprou. Se o consumidor comprou algo com defeito tem o direito de devolver ou trocar. PROCON neles.

    Infelizmente, esse não é o único caso de livro cheio de erros. Ultimamente, noto que a Bertrand Brasil anda relaxando muito e já vi erros na Série Mortal e em outros livros da Nora Roberts. São erros de digitação, troca de pronomes, também já vi palavras com letras apagadas. O mesmo ocorre também com a editora Harlequin.

    Não sei o que está acontecendo, parece que a falta de capricho e a mediocridade tomou conta das editoras. E, apesar do produto mal acabado, o preço dos livros está absurdamente caro. Se continuar assim, os leitores vão procurar outras alternativas e veremos o começo da falência do mercado editorial no Brasil.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Como você já sabe, eu abandonei o livro. Mas, no meu caso, acho que não é só culpa da edição nacional não. Não gostei da premissa do livro, mesmo. Alguma coisa não bateu. Quanto à edição daqui, concordo com o que você disse e com os comentários. Deveriam recolher essa edição e trocar por outra, com os erros corrigidos. A editora deu um tiro no pé deixando o livro ser vendido assim. Quem comprou e não gostou nem vai querer saber do resto.

    ResponderExcluir
  13. Oie!

    É verdade. Você sabe o que me parece?
    Que ao invés do aumento da concorrência ter feito com que eles todos melhorassem e se dedicassem mais para que o produto deles seja escolhido em detrimento do produto dos outros, eles ficaram completamente "ah, se não comprar aqui, não compra em lugar algum".
    E, vamos combinar, a coisa não é bem assim.
    É bem verdade que nem todo mundo pode importar os livros, mas as versões feitas por fãs estão aí na net, de graça, para qualquer um ler.
    Se eu paguei R$ 40,00 pela versão da editora era porque eu não queria meu livro com erros que nós, pobres mortais falantes da língua portuguesa, cometemos.
    Eu queria meu livro traduzido, revisado e editado por pessoas competentes e responsáveis.
    Por isso que enquanto eu encontrar erros eu vou reclamar.
    Se deixarmos por isso mesmo, vai parecer que não nos importamos com isso. Aí, daqui uns dias, vamos achar um urubu sendo chamado de meu louro e ninguém vai poder reclamar.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. É, quando a coisa não bate é impossível continuar.
    Sei bem como é isso!
    Mas o pessoal que não gostou do livro pelos erros da equipe da Universo, bom, esse pessoal foi prejudicado.
    E quem me garante que os próximos 21 livros da série não vão ficar todos assim?
    Acho que comprar uma série desse tamanho exige muita pesquisa, cuidado e dedicação.
    Se você ganhar o leitor logo de cara é um presentão.
    Mas se você deixar ele na mão, bom... aí é um tiro no pé!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. esse livro deveria era ser retirado do mercado. mas não nos dão ouvidos...
    Em 9 de fevereiro de 2012 08:11, Disqus <

    ResponderExcluir
  16. Eu fico realmente triste com os erros já que eu nunca li a série e não gostaria nada de me perde na historia -.- Mas devo confessar que a sinopse de Carpatos é tudo o que eu adoro em um romance, um homem bem macho e ativo que por amor acaba se transformando... tem coisa mais linda que essa? Hoje em dia voce encontra homens super machistas e que ainda tratando mal as mulheres. Prefiro mil vezes um Mikhail a qualquer outro *_* acho que eu vou ler a série por ebook, pq em ebook da pra entender o pq dos erros né Lamentável -.- Vou esperar a correção dos erros.

    ResponderExcluir
  17. Oi Bá!

    Confesso que achei o livro extenso demais! Eu nunca tinha lido nenhum dos livros dessa autora, muito menos dessa série e quando comecei a ler, pensei em parar.

    Páginas e página da mesma coisa, como se a história não fosse sair disso. Senti uma melhora lá pela página 250. Você ter que ler quase metade do livro para a história melhor? É treva...

    Quanto aos erros, nem vou comentar. Só digo: absurdo!

    Espero que nas próximas eles melhorem!

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oie Ana!

    Olha, se você conseguir perdoar os erros e não culpar o pobre Mikhail pelos absurdos cometidos, acho que você vai gostar de ler.
    Mas se você puder esperar até sair a próxima edição, sem os erros, te digo para esperar.
    Porque os erros dessa versão, em alguns momentos, fez eu me sentir como se estivesse caminhando, tranquila e feliz, e desse de cara com uma parede de vidro.
    Ficava atordoada e confusa durante vários momentos. E cada vez que recuperava o equilíbrio vinha outra trombada. =/

    ResponderExcluir
  19. Oie Ká,

    Pois é, são essas 120, 150 páginas que fazem a diferença.
    Essa edição foi feita para fãs da série. Pessoas que já conhecem a trama, sabem como tudo acontece, etc.
    Para quem está começando é bem complicado, já que tem coisas repetidas, frases completas no mesmo parágrafo iguais e toda a lambança no quesito erro de revisão.
    Até o nome do original estava errado, já que é a versão especial para fãs e não "Dark Prince". O.o

    Tomara que a Universo resolva esse problema na próxima edição e que dê um bônus para quem já tem essa.

    ResponderExcluir
  20. nossa, ainda bem que li há uns 3 anos atrás em e-book.
    to vendo que a versão impressa não te agradou mesmo, então nem vou perder meu tempo e meu dinheiro comprando o livro.

    Esses cárpatos são muito brutos, Jesus!
    Só li até o 5º livro, depois disso, não me interessei mais.
    Mas o livro que mais gostei, com certeza é o do Aidan.

    ResponderExcluir
  21. A editora disse que vão resolver, mas eu não sei quando.
    Estou juntando todas as perguntas que me fizeram e vou enviar para a editora, que eles disseram que vão responder.
    Tomaraaa que tirem todas as nossas dúvidas e acabam com essa ansiedade!

    hahahaha Eu li até o 12º. Depois do 12 eu precisei de uma pausa, sabe??
    Aí avisaram que ia sair em Português e eu resolvi esperar.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  22. Cê tá brincando que leu até o 12º? GEEEENTE! Corajosa, hein?!
    Mas você leu por obstinação ou porque gostou mesmo?

    Um beijo!
    =*

    ResponderExcluir
  23. Eu li porque eu gostei mesmo hauhauhauha
    Mas são livros fortes e aí precisei de uma folga. XD

    Bjs!

    ResponderExcluir
  24. vishhh, voce merece desconto ou troca mesmo, entao! nao sei se leria...

    ResponderExcluir
  25. [...] que iria lançar a série Cárpatos, certo? E aí depois vieram todos aqueles problemas de ‘Príncipe Sombrio‘, o desânimo geral com as escolhas da editora e, bom, confesso que fiquei apreensiva com o [...]

    ResponderExcluir