terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Terça Sobrenatural #13 - Becca Fitzpatrick - Silêncio

Oi. Meu nome é Barbara e sou uma masoquista literária.


O que? Não está entendendo nada? Então "senta que lá vem história"!


Toda vez que eu termino de ler um livro YA sobrenatural eu prometo a mesma coisa "Chega! Esse é o último! Não quero mais ficar frustrada com "aborrecentes" no auge da explosão hormonal fazendo besteiras e recusando toda e qualquer ajuda do bom senso!"


E pronto. Estou decidida que não vou mais sofrer. Nada de ficar brigando com as páginas no meio da leitura, desejando pode sacudir pessoas que não existem, bater nos autores... Nada mais de fazer planos mirabolantes para assassinar o livro, procurar janelas altas para atirá-los lá de cima ou procurar ônibus desgovernados para passá-los sobre os livros.


O problema é que, como boa viciada em literatura [de todo tipo, não só do tipo esnobe] eu sempre acabo presa na minha regra estúpida de não largar séries no meio.


Então eu cato o livro para ler, passo raiva com os personagens, desejo sacudi-los e esgana-los [e vários outras torturas bem legais para fazer com personagens desobedientes] e no final volto a prometer que nunca mais vou lê-los.


Ah, querem saber porque estou contando isso na resenha de "Silêncio"?


Porque dessa vez a culpa de todo esse sofrimento foi dele!


Vejam só o que me esperava:




Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe. Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida. A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada. Ele parece saber todas as respostas… e também o caminho até o coração de Nora. Cada minuto a seu lado confirma isso, até que Nora se dá conta de que pode estar apaixonada. De novo.




 O início do livro não foi fácil para mim. Assim como a Nora, eu não conseguia lembrar o que tinha acontecido em "Crescendo" que levasse ao extremo dela perder a memória. Confesso que tive que conferir com a Carlinha o que eu estava esquecendo de tão importante e, depois de algumas perguntas, a leitura começou a "andar".


"Certo", eu pensei enquanto lia. "Nora sem memória deve acabar em confusão. Prepare a paciência, Barbara, você vai precisar".


E precisei, viu, gente? Ela perdeu a memória e todo o bom senso que possuía, fazendo tudo o que você, pobre leitor, fica dizendo para ela não fazer.


"Nora, minha filha, não entra aí!" e, pimba, a Nora entrava.


"Não faz isso!", ela fazia.


Era uma Maria Teimosa de tirar a paciência de qualquer anjo!


E, falando em anjo, o dela resolveu sumir!


Patch foi para "Terabítia" e sumiu do livro. Mas, para tomar o lugar dele de bad boy, apareceu o Jev.


[Spoiler]: Se você, como eu, já entendeu na primeira linha que os dois são a mesma coisa, saiba que isso vai fazer você passar muita raiva durante a leitura. Ele resolveu que era melhor se afastar de tudo e de todos e que a Nora estava melhor sem ele. Ahã. Tá. Sei.[/spoiler]


Bom, além dos dois aprontando, tem o Scott (lembram dele, certo? O terceiro do Trio-Adolescente-Apaixonado-e-Confuso), que aparece para ajudar a Nora mas só faz ela se meter em mais confusão. E a Marcie, aquela coisinha doce e fofa [cof cof cof] que resolveu ser boazinha com a Nora e ajudá-la a ser uma pessoa melhor.


Confusão pouca é fichinha, hein? Tudo que podia dar errado deu e, em um momento maldosa de ser, eu ri muito do sofrimento alheio.


Não! Não me matem! [risos] É que era rir ou chorar com as coisas que acontecem com eles, gentem!


Precisei me lembrar que apesar de ser YA os livros seguem as regras dos romances e vão ter um final feliz!


Mass esse final feliz ainda não é em "Silêncio". O livro não fecha a saga, como eu imaginava. Depois dele ainda tem um livro, que consta no site da autora como o livro final.


E, bem, é só!


Ah, o que? Ficou frustrado com o final da resenha? Bem-vindo ao clube! Eu fiquei frustrada com o final do livro, então resolvi me vingar.[risada maligna]


Não, brincadeira, gentem. É que o final do livro me deixou frustradérrima. Esse negócio de ficar alongando o texto, criando um monte de curvas em uma "via expressa" para fazer ele render mais 300 páginas me deixa maluca.


Sou devota de séries, não me entendam mal. Desde que elas tenham *enredo* próprio. Cada uma conte uma trama diferente, mesmo quando são os mesmos personagens.


Cada livro com um irmão, como acontece nas séries de famílias. Ou cada livro uma investigação, nas séries policiais.


Mas essa moda de "série-continuação-do-final-do-livro-anterior" tá me deixando maluca! Ainda mais quando eu fico crente que o próximo livro é o último e, quando vou ver, não é. *suspiros*


Enfim... apesar de tentar resenhar os livros YA sob a ótica de uma pessoa que já foi adolescente, dessa vez não deu.


A Nora acabou com as minhas expectativas de uma adolescente menos bocó e o Patch jogou minha alegria pelo beleléu. =(


Beijos!

13 comentários:

  1. Agora eu sei de onde eu peguei a mania de ser masoquista literária... o pior é que tenho essa série e me recuso a não ler... #medo

    ResponderExcluir
  2. Acredito que também seja uma masoquista literária... tenho essa série e já li os dois primeiros livros... agora vai saber quando vou ler Silêncio... tenho uma pilha e tanto para ler... espero não me decepcionar... 
    Você tem um forma bem divertida de se expressar... gostei muito...

    ResponderExcluir
  3. hahahahaha
    A doença pega, hein??
    Vai ficar viciada no sofrimento! kkkkkk

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Acho que todas nós somos. Sempre dizemos que não vamos mais ler isso ou aqui e, virou uma esquina, estamos lendo de novo.

    Eu demorei uns dias para ler e, apesar de não ter ficado muito feliz com o resultado, a leitura fluiu rápida e bem. Não fiquei entendiada com longos momentos "parados no mesmo lugar".
    Ao menos *disso* a autora não posso acusar. hauhauhaua


    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. [...] pela janela) eu faço questão de, se possível, sortear um exemplar para vocês. E com Silêncio não ia ser diferente, né? Então, saca só o que você precisa fazer para levar um kit do livro [...]

      Excluir
  5. Oi, Ba.

    Ri demais lendo sua opinião.

    Estamos no mesmo clube, viu? Também estou cansada de séries que só continuam no livro posterior. Parece que gostamos de ser masoquistas. [risos].

    Até agora achei que este foi o melhor da série.

    Alguns personagens me tiraram do sério e acho que a Nora devia ser irmã gêmea da Ever (Os Imortais) e da Dana (Glimmerglass). Não sei quem é pior em agir impulsivamente. [risos]. A gente torce para não fazer tal coisa e sempre é o contrário. São do contra mesmo!

    Acho que as cenas de romance valeu a pena! E já percebeu que há uma similaridade nessas cenas com a Ever e o Damen? Porque sempre que iam consumir, acontecia algo. [risos].

    Também achei alguns detalhes dos objetos no enredo forçados. São tantas coisas, que daria um comentário extenso demais.Ótimo pra debater.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oie Carlinha,

    Não é possível uma coisa dessas! Eles devem estar todas de combinação para nos deixar louuuuccasss!!!

    rs

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Com certeza!

    Já basta essas três protagonistas! [risos].

    ResponderExcluir
  8. Já estou vendo que vou me irritar com a históra....

    Ele acabou de ir para a metade na minha pilha de leitura, o que significa que daqui um ano eu leio ele hahahaha

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oie Ká,
    hahahahaha Não é que ele seja de todo ruim... é que ele é... frustrante! #fatão

    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Rindo horrores aqui! Essa é uma série que eu adoraria conhecer, tô pensando em comprar os livros. Apesar de sua resenha, quero ler ela já que é sobre anjos e eu tenho interesse!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Ba,

    Só vc mesmo! #surtada!!!!!! kkkkk.

    Eu confesso que também achei que teve muita conversa para encher linguiça, só enrolação mesmo para que em Finale seja aquela luta básica (e olha lá viu, estou na esperança de ter) pois pode ser que algo mude e nem isso tenha e depois fim, Patch volta para o céu com suas lindas asas.
    É claro que vou ter um ataque nervoso se fosr assim, mas acho que a autora falou e falou e não quis dizer nada, esperava bem mais de Silêncio.

    Faby - Adoro Romances de Aracaju

    ResponderExcluir
  12. Oie Cris,

    Leia mesmo! É sempre bom receber mais uma integrante do grupo de masoquistas literárias hauhauhauha

    Bjs!

    ResponderExcluir