quinta-feira, 15 de março de 2012

Banca de Quinta #17 - Daniela Niziotek - Paixão, Drogas e Rock'n'Roll

Oie Gente!


Hoje tem um Banca de Quinta... diferente!


Começa pelo fato de que o livro não é exatamente de banca, depois porque ele é nacional e termina com a saga que foi a leitura dele.
Apesar de eu não ter encontrado esse livro para vender em qualquer banca e dele não ser um romance água com açúcar, ele é bem pequeno (tem só 192 páginas) e eu resolvi [risos] que ele vinha para o Banca de Quinta #17!
Recebi ele faz um tempinho, mas tive tanta dificuldade para conseguir lê-lo que já estava achando que o livro era amaldiçoado! ( +.+ )


O que, estão achando que eu estou exagerando? Então senta que lá vem história...


O livro chegou dia 2 de outubro. Demorei uns dez ou vinte dias para conseguir chegar nele, porque estava com vários projetos em andamento.


 Na primeira sentada que eu dei para ler o livro, o médico que eu estava esperando  há duas horas ligou para avisar que não ia e que era para eu voltar outro dia.


OK, tudo bem, fora a falta de consideração do médico não havia qualquer outro problema.


Peguei o livro de novo no outro dia, no trabalho. Estava tudo absolutamente calma, eram 13:30 da tarde e só tinha uma pessoa esperando para terminar um processo. Eu abri o livro. Li uma, duas, três páginas e... chegaram dez... DEZ pessoas de uma vez! Resultado, saí do trabalho sete da noite!!!


Confesso, eu já olhei pro livro meio torto... comecei a achar que era para eu dar um tempo e coisa e tal... mas uma amiga disse que era coisa da minha cabeça, que não tinha nada haver e que era para eu deixar de frescura, porque o livro era ótimo. Ok, fui lá, né...


Peguei o livro para ler no dia seguinte, em casa e... faltou luz! Gente!!! Sério! Eu quase joguei o pobre do livro pela janela! Não era possível uma coisa dessas!


Toda vez que eu começava a ler o bendito alguma coisa acontecia! Já estava achando difícil ler, porque o início é meio "vida de estrela do rock" e super corrido. Aí me apareceu esse mundo de coisa e eu confesso, eu deixei o livro lá guardado no armário. Esperei, esperei e depois de meses fui pegar ele para ler outra vez.


Natal, tudo tranquilo... peguei o livro para ler na espera do supermercado e... furou o pneu do meu carro!


Não era mais imaginação, o livro estava com urucubaca! uhauhauha /o


Eu não queria nem mesmo pegar no livrinho! Coloquei ele lá na estante e deixei ele até hoje.
Confesso que peguei ele para ler porque eu *não* queria sair de casa e estava torcendo para cair o maior pau d'água!
Mas como Murphy me ama é claaarrrooo que não choveu! Fez o sol de lascar e lá fui eu para o médico!
Mas pelo menos conseguir terminar o livro! hauhauha
Agora deixa eu falar um pouco do livro, né? Porque de resenha não teve nada ainda!
Como eu disse lá em cima, eu tive uma certa dificuldade com o início do livro. Tudo acontece muito rápido e deixa um pouco difícil crer no romance do Brian e da Vicky.
Até estou acostumada a ler romances onde os personagens se encontram em um dia e se apaixonam no outro, mas nesse estávamos tratando de uma estrela do Rock mundial e uma estudante brasileira de filosofia.
Eles se conhecem, brigam e se apaixonam em menos de uma semana. Em menos de três meses já estão fazendo planos de casar!
Eu sei, eu sei... meio preconceituoso da minha parte achar que uma estrela do rock não se apaixonaria por uma estudante brasileira, mas essa foi a dificuldade do início.
Só superei isso na página 79. É absolutamente marcante o acontecimento dessa página e transforma um livro que poderia ser só mais um romance daqueles que você lê e esquece em um estudo sobre os relacionamentos, sentimentos e erros de duas pessoas muito diferentes.


Não quero contar nada sobre a estória para vocês, porque estragaria tudo, já que o livro é pequeno. Só posso dizer que no final, apesar de tudo o que aconteceu, eu gostei muito, muito dele.
Fiquei tão envolvida que nem mesmo vi o tempo passar. Quando vi já estava terminando a espera e só faltavam três páginas para acabar!
Nem mesmo reparei se haviam erros na revisão, de tão fissurada que fiquei na leitura.


Recomendo!!


E como todo Banca de Quinta, esse não vai ser diferente só porque é nacional, né?



Para participar basta seguir o @In_Death no Twitter e tweetar a frase a seguir:



"No #BancaDeQuinta17 tem "Paixão, Drogas e Rock'n'Roll! http://kingo.to/11DG via @In_Death"


E pronto!


Boa sorte pra todo mundo e até a próxima!!!


Beijos!


Sinopse: Brian Blue é vocalista e líder de uma das maiores bandas de hard rock do início dos anos 90 e Vicky, uma adolescente brasileira. Desse encontro improvável, nasce uma história de amor com todos os ingredientes dos tempos modernos. Com rara sensibilidade, Daniela Niziotek envolve o leitor ao abordar as dificuldades e concessões enfrentadas para a concretização dessa relação quando um fato trágico se interpõe, mudando para sempre a vida dos personagens. De modo delicado e comovente, mas com aguda percepção, Daniela fala das belezas e dores humanas, trazendo à tona, em meio a uma torrente de sentimentos, os bastidores do mundo do rock. Um mundo de muito glamour, mas também de desencanto e impossibilidades extremas. Brian e Vicky vivem e sofrem os dilemas do amor e da paixão, da insensatez e da lucidez, da luta para fazer prevalecer a razão em um universo cheio de contradições. Dessa mistura de emoções, nasce uma trama muito bem urdida que nos faz pensar sobre a essência do amor e suas nuances mais caprichosas e imprevisíveis.

9 comentários:

  1. Oie!
    Desde a primeira resenha que li deste livro, fiquei apaixonada!
    Quero muito ler!
    Já estou participando!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Bá, você vive um caso de amor com o Murphy, né?

    Ohhh coitado! hahah

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Rodolfo Euflauzino15 de março de 2012 13:08

    sensacional... tô participando tb!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ba.

    Só você mesmo com essa perseguição do Murphy. [risos].
    Fico feliz que apesar dos pormenores, você acabou se envolvendo com o enredo no final.
    Eu também achei o princípio corrido, mas depois me acostumei com a narrativa e fui em frente.
    Apreciei muito o final, ainda mais depois da reviravolta que dá!
    Só quem leu mesmo para saber do que se trata.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro. Mas hein, que URUCUBACA! Rs. 

    (tou aqui pensando se participo do sorteio ou não, porque vai que... né!)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. AI gêmula, quero esse livro O/

    Participandooo

    ResponderExcluir
  7. Não é preconceituoso, é só realmente estranho o fato deles se conhecerem ha tão pouco tempo e ja terem planos assim, mas ne, talvez isso possa tornar a historia mais legal ainda, e eu admito ter um pouco de curiosidade sim a ler, ainda mais pela sua resenha :D

    xx carol

    ResponderExcluir
  8. Este livro é bom mesmo, e assim como você a leitura foi uma "fissura'.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Adorei tua resenha!!! Parece bem interessante, fica na minha lista!!!

    ResponderExcluir