terça-feira, 10 de abril de 2012

Terça Sobrenatural #19 - Tahereh Mafi - Estilhaça-me

Oie Gente!!


Como eu disse no domingo, peguei "Estilhaça-me" para ler assim que ele chegou. Terminei agora e resolvi aproveitar que estou totalmente sem sono para fazer a resenha.


Quando soube que ele era YA fiz um pouco de cara feia. Nos últimos meses quase todos os YAs que li me desagradaram de um modo ou outro.
Então comecei a ler o livro já com certo preconceito, eu confesso. Mas me embasbaquei na primeira página.
Veja, não é que ele seja maravilhoso. Não é que ele não tenha me deixado confusa. Nem é que os personagens tenham sido absolutamente perfeitos. Nada disso.
Ele é... desconcertante. Acho que é isso que posso dizer sobre o início do livro.


Sabem todas aquelas previsões que os ecologistas, cientistas e vários outros "istas" fazem sobre o futuro do nosso planeta? Pios é, todos viraram realidade. A natureza está morrendo, as pessoas estão morrendo e tudo virou uma desgraça só.


Um grupo de pessoas denominado de "O Restabelecimento" tomou o controle de tudo, dizendo que ia ajudar, e tudo ficou ainda pior.


A Juliette, que é a personagem central do livro, está presa em um hospício e todos os seus dias são um amontoado de medo, dor e solidão. E o texto do início do livro é bem parecido com o estado emocional dela: uma confusão só.


Você percebe pelos trechos riscados [assim, desse jeito que faço aqui no blog para dizer algo que deveria ter ficado só nos meus pensamentos] que ela esconde tudo aquilo que pensa e sente de verdade, com medo do que possa acontecer com ela.
Aí aparece o Adan. Nesse momento você deve estar pensando: ah, qual é, mais um casal sem graça?


Bem, não. Os dois não começam como um casal. Pelo contrário. Você tem absoluta certeza de que ele está traindo ela com uma peste daquelas bem peste. E ele está! Tudo o que estava ruim para a Juliette fica ainda pior depois que o Adan chega e... bem, não vou contar, né? hehehehe


Enfim, depois do início caótico, as coisas na cabeça da Juliette vão se acalmando e o texto vai ficando mais tranquilo [as partes riscadas realmente são ótimas], mas os acontecimentos vão ficando mais perigosos.


Eu disse que ele é bem diferente do que tenho lido, né? Mas estou falando nas mesmas coisas de sempre... uma quase-adulta-com-poderes-sobrenaturais, um gatão-que-ninguém-sabe-se-é-bom-ou-ruim e um malvadão-bem-malvado-mesmo.


Só que o diferente é que a mocinha tem tudo para ser a próxima "bomba atômica", o gatão tá mais para ajudante do capeta e o malvadão tem jeito de ser o mais honesto de todos. Tudo o que acontece de "mau" no livro tem justificativas tão bem dadas que, na situação da Juliette, talvez qualquer um de nós fosse topar entrar para o lado negro da força.


Mas então, tô eu aqui falando e falando e não acho que tenha falado coisa com coisa... é que o livro é, bem... desconcertante... tudo é absurdamente fantástico e fantasticamente absurdo, que não sobra outra alternativa a não ser acabar gostando dele.


Claro, como todo final de primeiro livro de série, termina naquele momento "Ai, que saco, acabou justo aqui?", deixando o leitor curioso com o que vai acontecer com os personagens [como sempre, né?].


Com tanto "como sempre, né?" que eu já disse aqui, você deve estar se perguntando o que ele tem de tão diferente, para eu dizer que ele não é nada como os últimos YAs que eu li.
E o fato é que eu não sei dizer. O conjunto do livro todo me agradou.
Desde o trabalho gráfico da Novo Conceito [aquela capa é tudo de bom, nossa mãe! ], até o texto confuso, que faz você se envolver com a Juliette de uma maneira peculiar.


Mas não garanto que todo mundo vá gostar dele. Acho que a pessoa vai ter que manter a mente aberta para as confusões que o texto vai causar, já que ele tenta expressar o estado emocional da personagem, deixando o leitor um pouco confuso.
Eu realmente recomendo que, se você ler, venha aqui me dizer o que achou dele.


Não li outras resenhas antes [estou fora da net tem uns dez dias], então não sei se alguém vai concordar comigo nessa.
Ele é bem... peculiar.
E eu gostei bastante dele.


Beijos!!


Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

20 comentários:

  1. Eu também gostei muito do livro... e desconcertante certamente é um bom adjetivo para ele...
    E o Adam é ótimo, né?? Com aqueles olhos azuis azuis azuis...
    Agora a parte que eu mais gostei foi o fato de autora conseguir mostrar a mente perturbada da Juliette... assustador...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  2. Nossa, pela capa, sinopse e sua resenha, esse livro parece bem perturbador e diferente!
    A resenha entrou bem no clima...
    Pelo visto dá pra sair da rotina com ele, fiquei muito a fim de!
    Beijos... Elis Culceag.
    @APassional:twitter

    ResponderExcluir
  3. Ai, Ba. Preciso ler o meu urgente, depois dessa resenha sinto que vou adorar!
    Adoro livros perturbadores e desconcertantes!
    Realmente, a capa e o design gráfico do livro está maravilhoso.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ei, Ba!

    Comecei a ler "Estilhaça-me" ontem e estou adorando! Peguei o livro para ler e não consegui parar até chegar na metade! Confesso que no início a narrativa me confundiu um pouco, mas depois eu consegui me acostumar e estou adorando até agora!

    Beijos,
    Inara

    ResponderExcluir
  5. ainda não tinha lido nada sobre o livro, soh tinha visto a capa, gostei bastante da sua resenha, deu pra entender bem como vc se sentiu com o livro, mas não sei se iria gostar justamente por conta de toda essa confusão que a protagonista passa na história D:

    --
    hangover at 16

    ResponderExcluir
  6. Oi Bá!

    Super curiosa com o livro, vamos ver o que eu vou achar dele kkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Sthefanie Pc Rezena11 de abril de 2012 08:02

    Muito bom! :)
    Selene Blanchard

    Blanc – ModaeEu.blogspot.com – TEM
    PROGROÇÃO COM BlackBerry

     

    Espero sua visita!

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha está ótima, até fiquei com vontade de ler o livro mesmo sendo um YA (para você ver como a sua resenha está show). rsrsrsr

    Mas não quero entrar em mais uma série. #fato
    Por que as séries de YA não são como as séries românticas, cada volume tem começo, meio e fim? A gente não fica presa. rsrsr

    bjokas

    ResponderExcluir
  9. Boa pergunta. Acho que é porque assim faz o pobre do fã de YA ter vários livros para ler sobre o tema que adora... (divagações da madrugada hauhauhauha).

    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. oie Caue,

    É como eu disse. Ele é diferente do que vemos normalmente nos livros Ya. Até mesmo as cenas mais quentes entre os personagens, que vivem com a mão naquilo e aquilo na mão. =O huahauhauhauha
    Dê uma chance pro livro, quem sabe você não é pego de surpresa???

    Bjus!!!

    ResponderExcluir
  11. Oie Ká!
    Acho que você vai gostar, mas vai dizer que achou o início um pouco confuso hahahahaha

    bjus!!

    ResponderExcluir
  12. Oie Inara!

    Eu também fiquei confusa com aquele início, mas percebi que a ideia da autora era exatamente essa: deixar você sentindo-se como a personagem. Aí, bom, fica impossível não criar laços com ela. hehehe

    Quando terminar de ler vem aqui dizer o que achou, tá?? =D

    bjs!

    ResponderExcluir
  13. Eu (quase) sempre adoro o trabalho gráfico da NC. Desde as cores das páginas até a textura do papel. Acho que eles mandam super bem. 
    Acho que com você vai ser como eu disse pra @CarlaHistorias:disqus . Você vai gostar, mas vai ficar confusa com o início. É tudo suuuuperr caótico!

    bjs!!

    ResponderExcluir
  14. Oie Elis!

    Ele é diferente sim, viu? Não tem muito haver com os YAs atuais, apesar de ter elementos comuns. Foi bom para tirar a má impressão de "todas as mocinhas de YAs são patetas" que eu vinha tendo.

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  15. Assustador até o fim, né? Deixa bem clara a confusão mental dela e todo o sofrimento dela.
    Menina, que eu fiquei foi com vontade de arrumar um com olhos azuis azuis azuis pra mim hihihihihi

    bjus!

    ResponderExcluir
  16. Oi Bá!Li algumas resenha desse livro e só fico cada vez mais curiosa com a história!BeijosLuciana(✿◠‿◠) ♪♥ Apaixonada por Romances♥ ♪

    ResponderExcluir
  17. Só resenhas boas a respeito desse livro.
    OH DELS, quando vou conseguir comprá-lo? - eu me pergunto.

    Assim que lê-lo, com certeza volto para fazer outro comentário!

    Um beijo!
    =*

    ResponderExcluir
  18. hauhauhauhaa

    Venha mesmo contar!
    E participa da promoção, quem sabe ganha???

    Bjuss!

    ResponderExcluir
  19. [...] Apoio Novo Conceito – Estilhaça-me + Palavras Envenenadas + Julieta Imortal + Wish Box de “Um Amor Para Recordar” + [...]

    ResponderExcluir