quinta-feira, 7 de junho de 2012

Banca de Quinta #28 - Deborah Simmons - O Anel de Noivado

Oie Gente!


A resenha de hoje é de um daqueles livros que me apavoram: De Burgh!
Eu sei, eu sei. Todos os livros dessa série que eu li eu gostei muito.
O problema é que: eu sempre, sempre, seeeemmprreee os leio fora de ordem.
Vide dessa vez, que estou eu cá lendo "O Anel de Noivado" e não tenho a menor ideia de que número ele é na série.


Tive que apelar para a minha fonte de informações sem fim, o LdM, onde descobri que, por milagre divino, é o segundo!


O primeiro, Lobo Domado, você pode ler a resenha aqui.


Ain, gentemmm, eu quero um Geoffrey pra mim!


Ele é tão fofo, tão sensível, tão machão!
Eu sei, eu sei, não combinam em nada esses três adjetivos, né? Mas é exatamente assim que ele é!


Vejam bem, o ano é 1280 e Geoffrey e Eleonor foram obrigados, pelo Rei, a casar.
Ele, como um bom súdito, vai cumprir as ordens de seu Rei e senhor. Já ela, que já se viu obrigada a casar (e a matar o marido) uma vez, quer fugir disso de todas as maneiras.
O problema é que, como qualquer aula de história nos ensinou, as mulheres não tinham qualquer direitos.
E Eleonor casou.
Os moçoilos me deem uma licença, mas vou falar com as mulheres aqui presentes...
Nesse momento você deve estar pronta para odiar o Geoffrey, certo? Ele obrigou a Eleonor a casar com ele, tomando posse de tudo o que o pai dela tinha, independente se ela queria ou não isso.
Mas não fiquem. Ele é tão fofo, mesmo quando ela está, aos berros, ameaçando mata-lo e a todos os irmãos dele.
Ele tem paciência de aturar todas as tentativas dela de afugentá-lo, com gritos, xingamentos, não tomando banho e mais um mundo de coisas.


Aí você deve estar achando que a Eleonor é uma bruxa sem coração, certo? Errado. O que ela é, é uma mulher que foi atormentada a vida toda e que tem um pai que é um monstro.
Dentre as poucas coisas que uma mulher podia ser estava a função de castelã. Mas, para isso, ela precisaria saber ler e fazer contas.
E o pai de Eleonor não permitiu nem mesmo isso.


Eu achei que a Deborah não fosse conseguir resolver isso, com tantos pequenos conflitos, mas ela consegue. E de uma maneira tão suave que eu consegui ver as mudanças acontecendo.
Não vou contar quais foram, porque vai estragar a diversão que é perceber os dois ficando mais e mais unidos, até chegarem em uma cena suspirável.


Recomendo!


SINOPSE - SKOOB - SITE DA AUTORATHE DE BURGH BRIDE


E, como eu divido com vocês o bom e o ruim, tem sorteio! XD



Para participar basta seguir o @In_Death no Twitter e tuitar a frase a seguir:



"No #BancaDeQuinta28 o @In_Death vai me dar "Anel de Noivado", da Deborah Simmons! http://kingo.to/171l"


A edição do sorteio é a "Harlequin Romances Históricos Nº 30", publicada em 2007.


Beijos e boa sorte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário