quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Resenha #326 - E. L. James - Cinquenta Tons de Cinza

Oie Gente!


"Cinquenta Tons de Cinza" foi uma das poucas coisas que eu li nos últimos 15 dias.
Quando eu peguei o livro para ler tinha em mente que eu ia moderar o Clube do Livro Saraiva sobre ele, então tinha que ler com a mente aberta e sem qualquer preconceito literário ou expectativa sobre o que iria encontrar.


E foi a melhor coisa que eu fiz.
Se tivesse ido toda empolgada, no embalo da loucura e do frisson que está acompanhando ele, teria acabado totalmente frustada.


Não é que o livro seja totalmente ruim, povos. É que ele é um romance bastante comum, com um leve toque de erótico e absolutamente nada de novo.


Eu entendo muito bem o motivo de todo esse fuzuê da maioria das leitoras(es): o romance do livro é o clássico de todos os romances que tanto amamos.
O que? Estão duvidando? Então lembrem aí dos romances que vocês mais gostaram...
Já lembraram? Vejam agora se eles não se encaixam nesse esquema:


Mocinho encontra mocinha. Mocinho é cheio de problemas/traumas/confuso. Mocinho e mocinha se apaixonam. Mocinho tenta mudar para fazer a mocinha feliz. Mocinha tenta ajudar o mocinho a mudar.  Mocinha não consegue. Mocinho e mocinha se separam. Mocinho e mocinha levam um tempo para se reconciliarem. Mocinho se torna uma pessoa melhor com o amor da mocinha. Mocinho e mocinha vivem felizes para sempre. Fim.


E aí, se encaixaram? Pois é, é exatamente por isso que "Cinquenta Tons de Cinza" está fazendo tanto sucesso. Ele pode ser resumido nesse esqueminha aí de cima.


Agora deixa eu dizer o que eu achei do livro como um todo...


Para quem não sabe disso ainda, ele era uma fanfic* de Crepúsculo, então agora vocês entendem por que eu disse que precisei desligar todos os preconceitos, certo?
Eu adoro fanfics, mas Crepúsculo e Barbara Sant são coisas que não combinam bem. (ok, ok, não combinam nem um pouco!)
Então apaguei aqueles dois da minha cabeça e fui ler.


Quase joguei o livro pela janela do avião durante as primeiras 100 páginas.
Genteeemm! A coisa não rendia! Eram muitas ações repetidas, aquela mania irritante da personagem de morder o lábio e arrumar o cabelo... e ainda tinha aquela Deusa Interior dos Infernos!! *pausa para a blogueira surtar*
Eu admito, vai, eu ri das coisas ridículas que a deusa fazia: festinha com pompons, dançar samba e dar saltos que só a Yelena Isinbayeva conseguiria dar por conta das safadezas do Sr. Grey!
Mas pelo amor da psicanálise moderna... quem é que fica conversando com três versões de si mesma?? A real, a deusa interior piriguete interna e a boa moça?
Eu queria fazer picadinho daquela deusa interior, mas eu também ria muito dela e com ela.


Depois das 100 primeiras páginas o texto melhora. Ainda tem muita repetição, mas o romance do Grey e da Anastácia engrena, a autora fica mais corajosa com seu estilo e começam os e-mails.


Minha gente, o que são aqueles e-mails? Eu ria MUITO enquanto lia!
Se eu tivesse odiado o livro quase todo, eu mandaria vocês lerem por conta dos e-mails: eles são realmente engraçados.
Os títulos e as assinaturas são cômicos! E não adianta dizerem (ô @BrunaBritti) que ninguém conversa por e-mail hoje em dia, por que eu e metade do Clube do Livro conversamos! hauhaua
É bem divertido ver um implicando com o outro e os e-mails reforçam o clichê divertido que é "50 Tons".


Sobre a parte erótica dele...


Eu adoro romances eróticos. Eu os leio com toda e qualquer combinação de personagens, sejam eles baunilhas** ou BDSM***.
Tenham apenas casais héteros ou não, tenham um, dois, três companheiros... tem romance e é erótico, eu vou ler.
Então eu posso dizer que entendo um cadinho do estilo e me sinto pronta para dar meus pitacos sobre "Cinquenta Tons de Cinza" sendo considerado um romance erótico BDSM.


Bom... ele não é BDSM.
Certo, existem algumas cenas de castigo, existe uma aura de dominação, mas não existe o clima exato de um texto com essa temática. Falta potência de Dom no Christian Grey e desejo de Sub na Anastacia.
Uma mulher que não tem desejos submissos não conseguiria se obrigar a servir um Dom, menos ainda a aceitar seus desejos de castigo.
E um Dom não fica o tempo todo inseguro sobre o que vai ou não fazer com a sua Sub. Ela é sua para cuidar, proteger, amar, castigar e vários outros verbos conhecidos. rs
O Dom não fica "tatibitate" sobre o que vai fazer com ela. Ele faz, analisa se ela esta bem, se esta tendo prazer ou dor com o que ele esta fazendo e DEPOIS eles resolvem se vão fazer ou não essa "coisa" outra vez.
E isso não acontece no livro.
Então eu tive que apagar da classificação BDSM e passei a ler apenas com um romance.


E aí eu comecei a me divertir. Como eu disse, é um clichê. E eu adoro clichês!
Basta vocês conferirem o tanto de romance de banca que eu leio, gente!
E "Cinquenta Tons" poderia ser um Harlequin Desejo numa boa!


Tem absolutamente todos os elementos que tem nos meus romances de banca. Aquele esqueminha do mocinho encontra mocinha é clássico e costumeiro, como as amigas papa-romances podem confirmar. rs
Ta certo que não vemos as mocinhas tomando palmadas na bunda nos romances de banca, mas os problemas emocionais estão todos lá. (Diana Palmer que o diga!)
Claro, não dá para comparar o texto dela com o texto da Nora, da Diana... mas a ideia geral é a mesma, entendem?

Uma coisa que preciso elogiar MUITO MUITO MUITO foi o cuidado da Intrínseca com a tradução.
Genntteeemm! Todos os palavrões estavam lá! (blogueira desbocada fazendo dancinha feliz)


SPOILER ON


Como o livro tem um tom erótico, tem muitas, muitas cenas de sexo. E a Intrínseca (sua linda!!) deixou os personagens dizendo que iam "foder com força", que "não faço amor, fodo". Tinha até um boquete nele! *leitora interior e exterior da Barbara Sant dão saltos de Yelena Isinbayeva durante esses momentos!


SPOILER OFF


Existem alguns erros de revisão, mas acho que devem ser corrigidos nas próximas tiragens.
Se vocês os encontraram os erros, podem mandar para a Intrínseca pelo contato do site ou enviar para mim por e-mail, que encaminho para a equipe deles.


Não dá pra dizer que vocês vão encontrar um romance erótico incrível, porque vocês não vão. Existem erros e falhas absurdas da personalidade dominante do Grey, assim como a total impossibilidade de uma mulher não submissa fingir ser uma durante uma relação D/S.


O texto também não é dos melhores,. Não digo isso por ele ser simples, mas por ser repetitivo e, algumas vezes, monótono.
Mas vocês vão encontrar um livro divertido, com um romance totalmente clichê, do jeito que muitas de nós e muitos deles, por que os moços também leem romance (basta verem que grande parte dos presentes no Clube do Livro Saraiva - Cinquenta Tons de Cinza eram homens!), adoramos!


Quando li a última página, cheguei a conclusão de que "Cinquenta Tons de Cinza" é um romance de banca com um dedinho do pé no romance erótico e uma boa dose de humor.


Beijos!


SINOPSE - SKOOB - EDITORA INTRÍNSECA - SITE DA AUTORA - HOT SITE - SARAIVA
50 SHADES OF GREY - GOODREADS - BOOK DEPOSITORY


 *Fanfic: texto escrito por fãs de um livro, filme, série, etc. Os personagens escolhidos pelo fã são utilizados como base para a criação de novos personagens e novas estórias.
**Baunilhas: "sexo comum", sem brinquedinhos, algemas ou qualquer tipo de inovação. rs
***BDSM: Acrônimo das seguintes práticas sexuais: BD - Bondage e Disciplina. DS - Dominação/Submissão. SM - Sadomasoquismo.

29 comentários:

  1. Não esperava menos de vc Bah! :)
    CONCORDOooo em genero, numero e grau os emails são o ponto alto do livro...
    é o q ajuda a passar pela monotonia.. :D
    eei, tbm odideeei essa paradinha de morder o lábio, urrgh... simplismente besta e xato!!
    Só uma coisa discordo de vc, eu não axeei a míiiinima graça nessa tal d deusa interior..
    aff, estes dois pontos aparecendo de vez em quando eu ainda engoliria,
    mas sinto informar que eles "dominam" a ´serie. =/

    Eu terminei 50tons alucinada pela continuação, curiosíssima depois de conferir o primeiro capitulo do livro 2. O q já nao aconteceu com o livro 2, dei uma parada pra voltar aos meus amantes[pulei amante libertada pra ler 50tons] e só depois lerei tons de liberdade. pra finalizar ne!?
    heheh

    E vc? vai ler a(s) continuação(ões)??

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha foi tão boa que quase me deu vontade de ler o livro. Quase...
    Olha, só não vou ler porque eu detesto texto mal escrito. Mas se aparecer no bacião das lojas americanas eu arrisco e compro só por conta das partes engraçadas que você disse!

    ResponderExcluir
  3. Oie Cris!

    hahahaha que bom que a resenha foi assim de boa! XD
    É que as partes engraçadas são realmente muito boas e fazem valer o texto ruim. rsrs
    Se topar com uma promoção, compra. Aqueles e-mails são impagáveis! hauhauhauhauhauhaua

    Bjusss

    ResponderExcluir
  4. Oie Girl!
    hahahaha eu confesso que eu queria matar aquela deusa!
    Me diverti muito com os absurdos, mas isso foi porque eu me recusei a levar ela a sério, viu?
    Se tivesse levado, aí teria surtado! HAHAHAHA

    Vou ler sim as continuações. Estou só esperando a Intrínseca liberar para pedir. hahahahaha

    Bjussss

    ResponderExcluir
  5. Menina, adorei tua resenha! Já li tantas opiniões diferentes que a gente fica sem saber se lê ou não. Mas gostei do modo honesto e sem rodeios com que você falou do livro. A melhor coisa é ler sem expectativas - a chance de gostar é maior.

    Bjokas!

    ResponderExcluir
  6. Gostei da sua resenha! Eu gostei da trilogia e acho que vc tocou no ponto certo: é uma leitura despretensiosa e que deve ser feita sem trazer preconceitos ou expectativas demais. Na minha opinião, o bom dela foi trazer o romance erótico para o grande público!

    Agora, eu adorei a deusa interior! E estou me sentindo um tanto sozinha nisso, pois todo mundo a destesta rsrsrsr. O único que vi que disse adorar a personagem foi o crítico da Folha - e isso depois de ter acabado com o segundo volume da trilogia rsrsrssrs.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Barbara

    Ia escrever o comentário, fui atender o portão e era o entregador com 50 tons mais escuros. Voltei pra escrever o comentário muito mais feliz kkkk

    Mas vamos lá, amei a resenha.

    Isso mesmo, ler com a mente aberta, ler pela diversão. Aí a gente se diverte. É como assistir um filme pastelão, só pela diversão. Se ficar contando erros, repetições, mordida de lábio e deusa interior, o livro fica insuportável. Então vamos ler e ponto.

    Bjs

    Agora vou trabalhar e ficar olhando o segundo livro, ler mesmo só mais tarde

    ResponderExcluir
  8. Oi Ba!
    Eu li e gostei! kkkkk.

    Não é tudo isso que foi falado por aí não achei que teve tantas coisas diferentes se pensarmos que esse livro tem "conteúdo ADULTO" até parece, já li livros bem mais hot que esse kkkkkkk.

    Achei a Deusa interior uma mala (fato isso) kkkkk, mas ali era a verdadeira Ana falando kkkk, pois não venha ,e dizer que ela não gostou dos tapinhas que o Grey deu nela kkkkkkkkkkk.

    Mas amei o Grey ( eu amo homens conplexados, com um passado sombrio, lindos de morrer e que sempre acabam ficando mega carentes de atenção e carinho nos livros) kkkkkk.
    Esse é o GREY" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    E já estou devorando Cinquenta Tons mais Escuros.

    Faby - Adoro Romances de Aracaju

    ResponderExcluir
  9. Até que enfim!!!!!!!!!! As resenhas coerentes sobre esse livro estão aparecendo.
    Já estava com um pé atrás e depois que li simplesmente não consegui entender tanta empolgação com um enredo tão medíocre.
    Bjkas!!

    Monique Martins
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  10. oi! Não disse q engrenava? E aqueles emails são impagáveis.
    Mas foi um bom começo para esse mercado tão POBRE no Brasil, não é?
    Que venham muitos depois desse.
    bjks

    ResponderExcluir
  11. Sua resenha ficou mara! Ri muito com seus cometários. Ainda não li o livro, confesso que não me empolguei muito com a história, mas tô bastante curiosa sobre as partes engraçadas do livro. Adoro uma pitada de humor nos romances.
    Acho que vou arriscar na leitura, é só não esperar muito do livro, e como você disse ir de mente aberta!

    Bjosss

    ResponderExcluir
  12. Gostei muuuuito da sua resenha. Bem diferente de todas que já li até agora!
    Ainda não li o livro, mas minha mãe sim (oi?), e ela disse que achou o livro meio fraco na história, em si. Acho que foi por causa disso que você falou, por ser um clichê.
    Apesar de tudo, tenho vontade de ler esse "fenômeno" pra tirar minhas próprias conclusões, sabe? E ah, você foi a primeira a classificar o livro como um romance com toque erótico. O pessoal faz um fuzuê na parte erótica desse livro, que só por Deus :s
    Enfim, adoreeei a resenha, mesmo! E como você disse, quando eu for ler, vou tentar ir de mente aberta.

    ResponderExcluir
  13. Ain eu ameeeeeeeeeei, os 50 tons de cinza, e os mais escuros, adoooooro Crepúsculo, estou apaixonada pelo CHRISTIAN GREY e confesso que desde que li os CTC vivo rabiscando por aí Renata GREY. Meninas leiam, vale mto, o livro é mto, mto engraçado e não há nada melhor que uma boa gargalhada.

    ResponderExcluir
  14. Ameeeeei seu blog!! Amei sua resenha.Muitas pessoas falam de 50 tons,mas ainda não li. Ao ler sua resenha 50 tons ganhou um ponto a favor.

    Bjosss!!!

    PS: ESPERO Q VC JÁ ESTEJA MELHOR.

    ResponderExcluir
  15. Oie Regina,

    hauhauahua Aquela deusa interior me deu nos nervos!
    Mas eu confessei que ela também me fez rir um bocado? hihihihihih
    Tenho medo da Veja! HAHAHAHAHA
    Beijão!

    ResponderExcluir
  16. Oie Ana!

    hahahaha eita carteiro com ótimo senso de oportunidade! i/!

    Se eu tivesse ido ler esperando um romance erótico bdsm do estilo de "The Reluctant Dom", eu teria ficado louca.
    Como fui ler esperando qualquer coisa, me diverti bastante.

    beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oie Faby!

    Eu travei em 50 Tons Mais Escuros.
    Estou esperando a versão da Intrínseca para ler... quem sabe com ela a coisa flua?? hauhauhauhau

    Bejão

    ResponderExcluir
  18. Oie Monique!

    Eu acho que quem está surtando com o livro é das duas uma: fã de crepúsculo ou iniciante no gênero erótico.
    Aí eu consigo entender todo o surto. hihihihihih

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Oie Rô!

    Foi um ótimo começo! Já soube que lançaram mais um BDSM esses dias, pela Lua de Papel!
    Me empolguei toda! hahahahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oie Ronevia!

    Se você gosta do humor vai adorar os e-mails.
    É isso mesmo, leia sem esperar muito.
    Aí você vai se divertir pra dedéu. hihihihihih

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oie Leeh!

    Olha, é como sua mãe disse mesmo. Tudo bem comum, para quem está acostumado a ler romance.

    O povo fala muito da parte erótica porque a maioria do povo não leu muitos romances, quase não conhece romance de banca ou adora crepúsculo.
    Aí se tem um gemidinho elas estão surtando. cof cof cof

    Que bom que gostou da resenha!
    Espero ter ajudado na sua leitura! hahahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oie Renata!

    Eu estou esperando um pouquinho para ler o segundo. hahahahah
    Quero deixar chegar perto do lançamento do terceiro, para fechar a trilogia de uma vez. XD

    Beijão!

    ResponderExcluir
  23. Oie Any!

    Que bom que gostou do blog!
    Faço ele com muito carinho e amor! o/!
    Espero que se ler venha aqui me contar o que achou, hein?
    Estou um pouquinho melhor sim, obrigada por perguntar. =D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. [...] mesmo com todos os problemas, resolvi dividir ele com vocês. Para quem não leu a resenha, dê uma espiadinha lá e deixe um comentário! Então vamos [...]

    ResponderExcluir
  25. Comecei a ler, chama Luxúria, depois te conto :) bjks

    ResponderExcluir
  26. Sua resenha foi tão boa que me deu vontade de ler o livro.

    “Quero conhecer os 50 Tons de Grey”.

    ResponderExcluir
  27. [...] tem resultado da promoção “50 Tons de Cinza“, feita em parceria com a Editora Intrínseca. E quem ganhou o livro foi… [...]

    ResponderExcluir
  28. [...] tem novo resultado da promoção “50 Tons de Cinza“, feita em parceria com a Editora Intrínseca. E quem ganhou o livro foi… [...]

    ResponderExcluir
  29. [...] acabou ganhando uma adaptação, dessa vez envolvendo ‘Orgulho e Preconceito’ e ‘Cinquenta Tons de Cinza‘, que resultaram em ‘Cinquenta Tons do Sr. Darcy’. Como vocês devem imaginar [...]

    ResponderExcluir