quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Terça Sobrenatural #39 - Jeaniene Frost - Com Um Pé Na Sepultura - @Novo_Século

AVISO


A resenha contem alguns spoilers sobre "A Caminho da Sepultura", mas nada que possa estragar sua leitura do livro.


Oie Gente!


Vocês lembram que quando eu li o primeiro livro dessa série eu não gostei tanto dele?
Pois é, uns meses atrás a Anne me emprestou o livro 2 da série (e teve a paciência de esperar todo esse tempo para eu lê-lo, aquela linda) já que eu não suporto largar uma série sem terminar de ler.


E, nossa, foi uma surpresa maravilhosa!
Gostei de todos os personagens, achei que a química entre eles ficou bem mais forte e finalmente a Cat pareceu acordar para o mundo e perceber que nem tudo é preto no branco.



Para quem não lembra, a Cat resolveu entrar para aquela agência do Governo, já que achava que era a única maneira de proteger as pessoas que ama. Ela aceitou trabalhar para eles durante vários anos, montando uma equipe de assassinos de seres sobrenaturais que resolvessem sair da linha.


Ela tem absoluta certeza de que era a única opção, até que... não, não vou contar, né? rs


Achei a ação desse livro bem melhor e mais bem desenvolvida, assim como os vilões e as dúvidas bem mais críveis.
Também gostei muito mais da trama, com a Cat assumindo sua própria "raça" e suas peculiaridades  E também descobrimos alguns segredos bem sombrios sobre a família da Cat, o que aguçou minha curiosidade e criou um drama bem interessante.


Sem contar que você percebe que quem você achava que era uma vítima na verdade é um vilão e que o vilão é bem mais vilão do que você imaginava... entenderam? hauhaua


O Bones está ainda mais interessante, já que ele resolve finalmente por em prática seus dotes profissionais (e não estou falando da profissão de assassino) com a Cat e consegue deixar qualquer um de cabelo em pé. hihihihih


Não sei se alguém aqui se viu na mesma situação que eu quando terminei de ler o primeiro livro, mas acredite em mim quando eu digo que valeu muito a pena dar outra chance à autora.


Recomendo!


SINOPSE - SKOOB - NOVO SÉCULO - SITE DA AUTORA - CULTURA - SARAIVA - ESTANTE VIRTUAL
ONE FOOT IN THE GRAVE - GOODREADS - BOOK DEPOSITORY


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Resenha #340 - Harlan Coben - Refúgio

Oie Gente!!!


A resenha de hoje é de mais um livro do Harlan Coben. Desde o primeiro livro dele que li virei fã e agora não consigo resistir a eles.
Por conta disso fiquei muito empolgada com o lançamento da Arqueiro da série do Mickey, mesmo ele sendo um pentelho de 14 anos que com absoluta certeza ia ser teimoso em algum momento e me irritar.


Mickey Bolitar detesta o tio famoso, Myron, apesar de ter muito em comum com ele.
É cabeça-dura, protetor, chegado em bancar o investigador, um pouco inseguro e o melhor amigo que alguém poderia ter.



Para quem não leu a série do Myron toda, fique sabendo que a série do Mickey logo depois de Alta Tensão.
Ele acaba de ir morar com o tio, começou em uma nova escola e sua namorada desapareceu.


No início foi difícil evitar as comparações, já que é um trio de personagens principais, apesar da dinâmica entre eles ser bem diferente. Mas aí você percebe que apesar do trio central ser "dois homens e uma mulher" o tempo é bem diferente, os acontecimentos são mais apropriados para detetives adolescentes e o humor é menos ácido do que na série do Myron.


Olha, vou contar pra vocês que eu não consegui largar o livro de jeito nenhum. Achei o Mickey um adolescente perfeito: turrão, metido a sabe tudo, sensível, teimoso e totalmente bobão com as garotas.
Ao chegar à nova escola faz amizade com Ema e Colherada, dois excluídos daqueles bem estereotipados e os três, juntos, vão se meter em muita confusão.


Como eu previ ele foi muito cabeça dura, o que irrita qualquer pessoa com mais de 25 anos ao imaginar que um dia foi assim. *cof cof*
Mas ele foi tão fofo com a Ema, gente, que você fica querendo abraçar ele e dizer que tudo vai terminar bem no final.


O livro é divertido, tem um suspense bem legal (eu caí feito um patinho na cilada), é totalmente compatível com a idade dos personagens e não deixa nada a desejar nos suspenses mais adultos do Harlan.
O segundo livro 'Seconds Away', acabou de ser lançado em inglês e eu, viciada em séries assumida, estou aqui me controlando para não ler. hihihihihihih


Recomendo!


SINOPSE - SKOOB - EDITORA ARQUEIRO - SITE DO AUTOR - CULTURA
SHELTER - GOODREADS - BOOK DEPOSITORY 


terça-feira, 23 de outubro de 2012

Resenha #339 - Lee Child - Dinheiro Sujo

Oie Gente,



Essa resenha está sendo a mais encantada de todas. Estava com ela prontinha quando o blog resolveu surtar e travar. Aí consegui recuperar tudo o que havia sido publicado, mas a pobre da resenha, que estava só programada, foi pro espaço.
Então peço desculpas por não fazer jus ao livro, mas é que boa parte da empolgação foi comida pelo blog de TPM. hihihihihih


Pedi “Dinheiro Sujo” para a Bertrand Brasil por indicação da Luka, lá do Quem Lê Faz Seu Filme. Dei uma espiadela na resenha dela e achei ele bem do jeitinho que eu gosto: sangrento e surpreendente.


Jack Reacher é um ex-militar que chega a Margrave querendo paz e sossego. Ele é alto, lindo, gostoso, entendido de música, carinhoso, romântico, treinado em vários tipos de lutas, consegue atirar com toda e qualquer arma e matar um homem com as próprias mãos.

Ele vai parar nessa minúscula cidade em busca de informações de um antigo bluesman, mas o que acaba encontrando é violência e corrupção.
É preso por homicídio, mas percebemos logo no início que tudo é uma grande armação e que algo de muito sinistro acontece naquela cidade.


O mais incrível do livro é que apesar de você saber desde o início quem são os vilões da história e o que é que está acontecendo lá, você fica tentando entender o como.


E, claro, fica roendo as unhas de desespero por não saber exatamente quem são os mocinhos, já que toda vez que você pisca percebe que alguém ali é corrupto.


Um costume meu é ler a contra capa do livro e ver o que foi que os críticos disseram dele, então imaginem a minha surpresa quando me deparei com comentários do Stephen King.




"(...) Dinheiro Sujo merece um prêmio por Melhor Cidade Corrupta do Sul dos Estados Unidos e Melhor Cena de Explosão num Armazém. " STEPHEN KING



Gente, avaliação mais perfeita impossível. Nunca li uma cena de explosão tão boa (e olha que já li um monte delas) ou vi uma cidade mais corrupta.

O Lee Child vai dando pequenas dicas e você vai desvendando cada crime que aconteceu lá. Aí, quando chega o final, você entende perfeitamente por que o King disse aquilo. É o final mais simples e maravilhoso possível, daqueles que faz você dar uma risada deliciosa enquanto xinga o autor por ter te mantido cega todo aquele tempo.


Outra coisa peculiar nele é a falta de cenas românticas. O gostosão do Jack até arruma uma “namorada” durante o livro, mas fora uns beijos e algumas sugestões das cenas de intimidade dos dois, não existe qualquer cena de amor.

Entrei para a lista dos fãs dos livros do Lee e como o gostosão do Jack me pegou de jeito (ui!) garanto que vou estar na fila do cinema, em janeiro, para a adaptação dele para o cinema! \o/!


Recomendo!


SINOPSE - SKOOB - BERTRAND BRASIL - SITE DO AUTOR - CULTURA - SARAIVA
KILLING FLOOR  - BOOK DEPOSITORY - GOODREADS 



domingo, 21 de outubro de 2012

Edição de Ontem #2

Oie Gente!

O Edição de Ontem traz o resumo do que rolou aqui no blog durante as semana!































Resenha #268 – Harlan Coben – Quebra de Confiança
Terça Sobrenatural #23 – Gena Showalter – O Sussurro Mais Sombrio
[Promoção] Quebra de Confiança
Banca de Quinta #25 – Candace Camp – Indiscreta
[Evento Literário] 1ª Turnê Intrínseca
[Novo Resultado] Estilhaça-me
[Evento Literário] Contos de Meigan no MuiraquiCon
Oie Gente!

O Grupo Editorial Record está com uma promoção bem legal para comemorar os seus 70 Anos!

Vários livros do catálogo estarão sendo vendidos por R$ 10,00!!
Abaixo alguns dos livros que eu

































Banca de Quinta #40 - Nora Roberts - Jogo de Sedução

Oie Gente!


O Banca de Quinta de hoje é… na sexta!
Para quem não ficou sabendo, meu querido blog resolveu entrar em modo pausado na quinta de madrugada e eu só terminei de arrumar (com a superajuda das meninas do Pre-lude.com) depois das 11 da noite de quinta. Então não dava para publicar mais nada, né? Aí, num momento total Doida y Romântica o post veio para o dia seguinte! hauhauhaua
Então vamos lá!


Depois de muito tempo eu resolvi ler a série MacGregor, mesmo sabendo que ficaram faltando alguns livros serem publicados pela Nora Roberts.


O primeiro livro, Jogo de Sedução, tem como protagonistas a Serena MacGregor e o Justin Blade. Mas antes de falar desses dois ou do livro em si, preciso falar de Daniel MacGregor!


Ele é o escocês mais intrometido, orgulhoso, arrogante e incrível de todos os tempos!
Ele resolveu que vai dar um jeito nos filhos dele, porque nenhum deles casou e perpetuou o Clã dos MacGregror (e também porque ele quer ver todos eles felizes). Então ele começa a mexer os pauzinhos para formar os casais.


Gente, as maquinações desse bode velho são maravilhosas!
Eu só não vou dizer que ele rouba a cena, porque eu adooorrrooo os personagens todos. Mas ele se destaca maravilhosamente bem!
Ainda mais quando aparece a Anna MacGregor e você vê o casal incrível que a Nora criou, que só poderia resultar naquela família maravilhosa!


Falando da Serena e do Justin preciso dizer que eles são absurdamente explosivos. São como fogo e pólvora, é só um chegar perto do outro que eles pegam fogo!


Ela é um gênio, que resolveu ir trabalhar em um navio para conhecer pessoas. Ele é um rico jogador, que foi para lá a convite de um amigo.
Eu sei que eu adoraria contar mais um monte de detalhes sobre eles dois, porque esse livro é maravilhoso, só que isso ia estragar algumas das cenas cômicas.
Vou só dizer que eu ri (muito), chorei (bastante) e me encantei (tremendamente) com ele!


Recomendo!



E para participar da promoção é preciso seguir o In_Death no Twitter e tuitar a frase a seguir:


“No #BancaDeQuinta40 vou ganhar ‘Jogo de Sedução’ e conhecer o incrível Clã MacGregor!  http://kingo.to/1cya


Não pode alterar a frase e tenham cuidado com o spam!


Bjs!


SINOPSE – SKOOB –  SITE DA AUTORA - PLAYING THE ODDS – GOODREADS


PS: Thanks pra Thaís que sempre responde minhas perguntinhas de títulos originais! o/!

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Livro-Trauma #10 - James Patterson - Private

Oie Gente!


Vocês sabem que eu adoro romances policiais, certo?
Que leio dos mais bobinhos aos mais sangrentos e que normalmente gosto muito deles.
Vocês também sabem do meu TOC com séries e que preciso ler todos os livros delas, não conseguindo largar no meio de jeito nenhum.


Mas o que vocês não conseguem imaginar é a minha frustração nesse momento, sabendo que eu vou ler a continuação desse livro tendo detestado tanto ele!
É, minha gente, isso mesmo que eu disse: eu detestei.

Eu sempre procuro alguma coisa no livro que me agrade. Um personagem, uma situação. Alguma coisa sempre me cativa e permite que eu aprecie a leitura, mesmo que seja durante uns poucos momentos.
Só que dessa vez o James Patterson não conseguiu isso.

Não gostei do ritmo do livro, os personagens não me cativaram e eu senti falta de substância nos casos que a "Private" estava investigando. Fiquei sentindo que faltou aprofundar todos os personagens e quase morri com aquele troca-troca de camas!

Toda vez que eu sentia que a história ia pegar, que os acontecimentos iam começar a fazer sentido e ter profundidade, mudava tudo! Era uma piscadela e pronto, ele já estava investigando outra coisa!

Eu sei, eu sei. Estão estranhando um post de 'livro-trauma' que não está sendo engraçadinho, né?
Isso é porque eu estou totalmente traumatizada!
Vocês tem alguma ideia de como é difícil, para mim, dizer que detestei um livro?
Eu! A rainha do otimismo literário, aquela que está sempre achando alguma coisa legal no livro, estou aqui sofrendo por não ter achado nadinha de nada que tenha me agradado nesse! ¬¬"

Mas nem só de reclamações está sendo feito este post.
Eu sei que algumas das blogueiras gostaram do livro, então não vou dizer para vocês não lerem. Pelo contrário.
Como todo livro-trauma do blog o meu objetivo é que vocês leiam e venham aqui dizer se concordam ou não comigo (e dividir meu sofrimento com vocês, claro).

Então, para garantir que pelo menos uma das (vítimas) pessoas fofas que andam aqui pelo blog possam viver essa antura, fiquem de olho que vai ter sorteio! XD

Beijos!

SINOSE - SKOOB - EDITORA ARQUEIRO - SITE DO AUTOR - SARAIVA
PRIVATE - GOODREADS - BOOK DEPOSITORY

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Noraholicando #07 – Nora Roberts – Abigail

Oie Gente!

Último post do Nora Day e dessa vez vim com outra das séries da Nora que eu adoro: “Os O’Hurley”!
O primeiro livro da série é “Abigail”, mesmo nome da personagem central dele.


Abigail é viúva de um piloto de carros e vive em uma modesta fazenda com os dois filhos.
Ela acaba de aceitar que o biógrafo Dylan Crosby a entrevistasse e espera, com isso, conseguir dinheiro suficiente para sobreviver com os filhos.


Dylan Crosby tem uma imagem pré-concebida de Abigail. Mas quando ele a conhece percebe que nada é exatamente o que ele imaginava. Ou será que tudo não passa de encenação?


Uma das coisas que eu mais gosto nessa série é que todos os personagens são incríveis. Frank e Molly O’Hurley são absurdamente encantadores.
No início da série eles aparecem bem pouco, mas cada aparição é maravilhosa.


Depois que a Nora joga a isca desses dois personagens incríveis e você já está completamente intrigada pela família O’Hurley, vem a absurdamente doce Abigail.
Nada do que se possa imaginar da viúva de um piloto de carros é aplicável à Abigail. Ela é uma mulher simples, que esconde os segredos do falecido marido para proteger os filhos, com uma alma romântica e um coração delicado.


Por conta disso (e muito mais) toda vez que eu leio esse livro acho um motivo novo para ficar apaixonada por ele.
Sem contar, claro, com as crianças. Eu já disse um milhão de vezes o quanto as “crianças da Nora” roubam a cena, mas os dois pestinhas desse livro são o epítome dos meninos encapetados. Eles aprontam tanto, mas tanto, que você chora de rir com as artes deles.


Um problema dos livros serem publicados aqui fora da ordem cronológica de publicação é que alguns comentários dos personagens ficam meio sem sentido, como o encantamento da Abigail com “Fora da Lei“, que teria sido um grande papel da Chantel no cinema. Agora, quando fui reler para resenhar, já tinha sido publicado, então entendi que o papel era a absurdamente incrível Sarah. Você pode até achando que isso não é muito relevante, mas eu acho o máximo sempre que percebo que a Nora relacionou um livro ao outro, principalmente se eles não fazem parte de uma série.


Só aviso logo que a melhor companhia para lê-lo é um enorme lençol, porque você vai derramar tantas, tantas lágrimas, que só um desses para dar conta.
O livro tem tanta coisa boa, mas tanta coisa boa, que é inevitável ficar absolutamente apaixonada pela série e louquinha para ler todos os outros.
Recomendo!



SINOPSE – SKOOB – HARLEQUIN BRASIL – SITE DA AUTORA
THE LAST HONEST WOMAN – GOODREADS – BOOK DEPOSITORY 

sábado, 13 de outubro de 2012

Noraholicando #06 - J.D. Robb - Delusion in Death

AVISO


Apesar da resenha não ter spoilers de "Delusion in Death", alguns comentários fazem referência a acontecimentos de "Dilema Mortal", mas nada que comprometerá sua leitura.


Oie Gente!




[caption id="attachment_4337" align="alignright" width="96"] Arte by @Blackburdelonely[/caption]

No penúltimo post do especial Nora Day vim de série Mortal!
Não dava para deixar meu Roarke-tudo-de-bom-deus-do-sexo-na-terra de fora, né?


A primeira coisa que preciso dizer sobre esse livro é que ele é um dos volumes mais sangrentos da série.
Logo nas primeiras páginas você se depara com um assassinato em massa que vai causar tanto desespero quanto revolta.
Dezenas de pessoas mortas em um happy hour, com uma violência tão extrema que nossa estoica tenente fica horrorizada.


Eu sempre gostei da habilidade da Nora de me levar para dentro da estória, mas  dessa vez a capacidade dela de nos fazer viajar por aquele mar de sangue chegou ao extremo.
Sabem aquelas cenas da Eve perfilando os suspeitos? Dessa vez a Nora conseguiu me levar para dentro dela. Maravilhoso!
Não existia qualquer possibilidade de ficar impassível aos acontecimentos e eu nunca torci tanto, tanto para que um 'vilão' fosse preso.


Ele ameaçava a vida de tudo e todos e não existia absolutamente nenhuma pista de quem ele era, apenas de como ele fazia aquilo.
E, minha gente, a modus operandi dele é extremamente cruel.


Não satisfeita de ter criado um dos "melhores" vilões da série, a Nora ainda adiciona na mistura explosiva uma agente da HSO. Vocês conseguem imaginar o que isso causou ao Roarke, depois de "Dilema Mortal"? Hum? Hum? Vou apenas dizer que não sobrará um grama de rímel nos seus olhos, baby, nas cenas dele com a Eve falando sobre aquela agência do mal!


Estão achando que acabou? Nope! Em "Delusion in Death" ainda tem cenas absurdamente maravilhosas da Eve com a Belle, com a Mira , com a Peabody e, como a cereja do bolo, com o Summerset.


Sem exageros, gente, foi um dos melhores livros da série.
Todos os elementos que eu mais gostei durante esses incríveis 42 livros estavam presentes neste.
O suspense, o terror psicológico, a paixão e o absoluto terror causado por
Recomendo!


SINOPSE - SKOOB - SITE DA AUTORA - BOOK DEPOSITORY - GOODREADS

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

@MaratonaDeBanca #09 - Nora Roberts - Atração Secreta

Nora Roberts é a autora mais cruel, malvada e traiçoeira que eu conheço!
Ela é sem coração, perversa e incomensuravelmente malvada.
Ela vai dando a você pequenas migalhas de paraíso, criando um pedacinho do céu, onde você consegue até sentir a brisa suave que refresca os prados verdejantes do paraíso.
A cada página que você lê sente seu coração ser tomado pelo amor, seu corpo ser transportado para o paraíso e sua imaginação consegue transformar cada palavra em realidade.


E quando você está no Décimo Céu, apreciando as maravilhas do amor, ela vem e BAM! com toda a suavidade de um pelotão de infantaria destrói seu castelo de amor.


O que? Estão duvidando?


Pois deixem-me contar o que ela fez comigo durante a leitura de "Atração Secreta".
Imaginem um livro com um reencontro. O casal do reencontro é a combinação perfeita de amor e luxúria.
Coloquem esse casal que, depois de e anos separados, se reencontram e , viajando pelo mundo, tendo algumas das cidades mais belas como cenário, fazem as pazes.
Cenas de amor em Paris, tórrida paixão na Austrália e deliciosas tardes nos braços do seu grande amor, na fria e nublada Londres.


Já conseguiram imaginar o romance perfeito? Pois é, eu também.
Estava suspirando de  felicidade, praticamente vivendo no Éden, quando eis que veio essa autora cruel e, em um rompante de desentendimentos e intrigas, rompeu meu delicioso romance em mil pedaços.
Partiu meu coração com as coisas que fez e me deixou aqui, sofrendo até a última página.


Claro que não só de paixões extremas é feito o livro. Quem não gosta de tênis vai ficar muito frustrado com as várias cenas ambientadas nas quadras, cheias de termos muito específicos do esporte e intermináveis partidas.
Mas me acreditem quando eu digo que todas elas não conseguem estragar o prazer incrível que foi maldizer a Nora enquanto ela partia meu coração. rs


Beijos!


SINOPSE - SKOOB - SITE DA AUTORA - OPPOSITES ATTRACT - GOODREADS

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Noraholicando #05 - Nora Roberts - Fora da Lei

Oie Gente,




[caption id="attachment_4337" align="alignright" width="96"] Arte by @Blackburdelonely[/caption]

Eu sei que vocês ainda devem estar rindo da confusão que eu fiz em "Regressos", mas deem uma pausa nas gargalhadas para ler a resenha de "Fora da Lei", que é a estória escrita pela Jaqueline em "Beijos Roubados".
Ah, mas antes de começar a ler, dê play na música que está no post. Ela é perfeita para o livro!




[audio:https://sites.google.com/site/arquivoindeath/01%20The%20Good%2C%20The%20Bad%20And%20The%20Ugly%20%28Main%20Title%29.mp3|titles=The Good, The Bad And The Ugly]

Fora da Lei é um romance histórico, ambientado no Velho Oeste e que tem como personagens centrais o Jake e a Sarah.
Ele é absolutamente tudo o que eu esperava que ele fosse e mais além. A Nora Roberts consegue deixar um primeiro amor absolutamente bem encaixado na violência do Velho Oeste, em um lugar em que qualquer distração pode ser fatal.


Jake Redman é um homem que vive pela lei da sobrevivência. É descendente de Apaches e por isso teve uma vida muito difícil.
Sarah está indo ao encontro do pai, depois de anos separados.
Quando os dois chegam a  Lone Bluff encontram muito mais do que esperavam.


Eu comecei a ler "Fora da Lei" ontem pela manhã. Terminei eram umas 11 da noite desejando muito que ainda houvesse mais livro. Ele é absurdamente incrível e entrou para a lista dos livros da Nora que eu mais gostei.
Tem romance, tem humor, tem homens gostosos sem camisa, brigas, duelos e até crianças fofas!

Para completar ainda tem um mistério envolvendo um assassinato que, mesmo não sendo tão difícil de desvendar, tempera a trama com um toque de suspense que rende cenas maravilhosas para os personagens.


E depois de todo o livro, quando a Nora já nos assustou, divertiu e encantou, ainda tem uma cena entre a Sarah e o Jake que me fez gargalhar.
É absurdamente impagável ver ela fazendo aquilo com ele e imaginar a cara de pastel que ele deve ter ficado durante o... acontecimento.

Eu ri tanto, mas tanto, que terminei o livro com soluço!

E se você normalmente não gosta de romance histórico, esse vai te pegar de jeito, exatamente como me pegou.


 Beijos!



XXXXX

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

@MaratonaDeBanca #08 - Nora Roberts - Sem Promessa de Amanhã

Oie Gente!


Eu sei, eu sei. Estou totalmente atrasada com a "Maratona de Banca".
Não tem desculpa, mas tem um motivo.
Esse rapaz aí do lado simplesmente não existe na minha prateleira. *pausa para o som de terror*


A Harlequin fez um recall dele, já que tinha saído da gráfica com defeito.
Por conta disso eu deixei para comprar quando o novo chegasse nas bancas.
O problema é que quando isso aconteceu o distribuidor da Harlequin não estava entregando em Belém. O que quer dizer que eu fiquei sem o livrinho. *blogueira chora copiosamente*


Aí como eu ia ler sem o livrinho? *sussurra* também não tem naquele formato incompreendido, para quem pensou nele.
Eu tenho a versão original, publicada pela Nova Cultural em 90, mas eu confesso que os meus livros antigos da Nora não saem da prateleira por motivo nenhum.
Não deixo pegarem, verem, darem uma espiadinha. Só eu ponho e mão e só para limpar. hihihihihihih
Por conta disso levei um tempão para conseguir resolver o problema da falta do exemplar para ler. Aí atrasou tudo.
Ainda não tenho a versão nova, então quer quiser me dar um presentinho... cof cof cof


"Sem Promessa de Amanhã" é um dos livros da Nora beeemm antigos, publicado originalmente em 88, então vocês já conhecem o estilo, né? Romântico, fofo, divertido. Com a mocinha batalhando para vencer em uma carreira (na época) tipicamente masculina, cheia de receios e traumas.


Johanna é uma produtora de tevê, filha de um conhecido figurão de Hollywood, que está a frente da produção de um game show. Ela consegue a participação do astro do cinema Sam Weaver e só consegue pensar em como aquilo será maravilhoso para o programa.
O que ela não pode imaginar é o quanto sua vida particular vai mudar por conta do Sam.


Amigas da Blogosfera, o que é esse Sam? Alto, bonito e sensual, ele chega na vida dela como uma noite romântica sob o luar, arrancando suspiros e fazendo seu coração disparar.
Ele fica caidinho e resolve que vai mover mundos e fundos para fazê-la ser a mulher da vida dele. *suspiros*


Como resistir, minha gente? Ele é tão lindo, tão romântico, tão tudo!
Eu não sabia se eu ria ou suspirava cada vez que ele encurralava ela num canto para provar que era o homem que a faria feliz. *.* Não é lindooo??? S2


O final do livro é clássico, todas sabemos disso, mas as ceninhas são tão fofas que é impossível não se emocionar.


Beijos!


SINOPSE - SKOOB - HARLEQUIN BRASIL - SITE DA AUTORA
NAME OF THE GAME  


 XXXXXX

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Noraholicando #04 - Nora Roberts - Regressos

Oie Gente!




[caption id="attachment_4337" align="alignright" width="86"] Arte by @Blackburdelonely[/caption]

Hoje tem mais um Noraholicando para o especial #NoraDay.
O livro de hoje tem uma história engraçada.
Eu o comprei tem um tempinho e estava muito ansiosa para ler, já que os livros duplos da Nora Roberts normalmente tem histórias muito românticas.
Só tinha um probleminha: precisava terminar de ler "Beijos Roubados", porque me recusava a abandoná-lo.
Então depois de uma vida inteira um tempão eu finalmente consegui começar esse livro.


O Protetor
Estava ansiosa para chegar em "Canção do Oeste", mas  depois das primeiras páginas de "O Protetor" já estava totalmente encantada pelo clima do sul e a aura cajun dele.
Gwen Lacrosse volta para casa da mãe com um único objetivo: livrá-la das garras do mulherengo Luke Powers!
O que ela não esperava era que ele fosse absurdamente delicioso, insuportável e irritante e muito, muito teimoso.


O resultado disso é que eles passam o livro inteiro brigando, implicando um com o outro e se pegando pelos cantos! hauhauhaua
É um daqueles livros da Nora que você passa o tempo todo rindo dos personagens. Eles brigam, aprontam e garantem muitas páginas de diversão.
E a Nora ainda nos deixa o livro todo com a pulga atrás da orelha, sem saber se o Luke é uma delícia de homem ou um canalha completo.


 

Canção do Oeste

A leitura da segunda parte desse livro deu numa situação engraçada...
Vocês sabem que a Nora já publicou uns 200 milhões de livros, certo? E que eu tento ter todos eles.
Só que ela tem a terrível  mania de repetir o nome de personagens. Quando eu vi na sinopse de "Regressos", a palavra 'oeste' e o nome do mocinho 'Jake', pimba, enfiei na cabeça que era o livro que a Jacqueline MacNamara estava escrevendo em "Beijos Roubados".
Adivinhem só no que deu isso?
Passei o tempo todo reclamando da Nora. Não via qualquer sentido em nada daquilo, já que o livro da Jaqueline era histórico, parecia maravilhoso e tinha me deixado totalmente ansiosa para ler.
Tá, tá. Eu sei que o nome da personagem central do livro da Jacqueline é Sarah, mas eu não atinei para esse detalhe durante a leitura e que a confusão foi minha, mas quando eu terminei de ler (ainda sem ter percebido que 'Canção do Oeste' não era o livro que eu estava pensando), fiquei totalmente frustrada. rs
Só quando já tinha terminado e estava conferindo informações para fazer a resenha foi que percebi que a Nora tinha era repetido outro nome de personagem e me deixado completamente confusa por conta disso.


Não é que "Canção do Oeste" seja ruim, povos, pelo contrário. Ele é bem romântico, divertido e tem até um toque de conto de fadas, com a Samantha ficando presa no meio de uma nevasca e o Jake indo resgatá-la, carregando-a pelos campos sobre um lindo garanhão árabe. rs
Mas como é um livro bem pequeno, mal dá tempo de você apaixonar pelos personagens e aí ele já acabou. rs


Mas mesmo as duas estórias sendo pequenas o livro é tão divertido que valeram muito a leitura.
São românticos, suaves e sexies, com aquele jeitinho dos livros antigos da Nora que todas nós já conhecemos e amamos.

Beijos!

SINOPSE - SKOOB - HARLEQUIN BRASIL - SITE DA AUTORA - SARAIVA - CULTURA
HER MOTHER'S KEEPER / SONG OF THE WEST


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Noraholicando #03 - Nora Roberts - Beijos Roubados

Oie Gente!


Essa semana a nossa querida Nora Roberts faz aniversário e, por isso, teremos alguns posts especiais por aqui.
E o primeiro é a resenha de Beijos Roubados!




[caption id="attachment_4337" align="alignright" width="96"] Arte by @Blackburdelonely[/caption]

Existem livros que você lê duas páginas e já está apaixonada por ele, como uma paixão avassaladora, que arrebata seu coração no primeiro olhar.


Mas existem outros que vão conquistando você aos pouquinhos. Um olhar, um sorriso, um passeio ao luar. E aí, quando você percebe, está irrevogavelmente apaixonada.


Meu relacionamento com "Beijos Roubados", da Nora Roberts, foi das duas maneiras.


O livro é dividido em duas histórias. A primeira foi uma paixão arrebatadora, daquelas que mal te dão tempo de respirar. A segunda veio se insinuando, aparecendo aos pouquinhos e quando eu me vi na metade, bum!, estava caidinha por ele.



Uma Promessa Quebrada


O primeiro livro conta o romance de Jacqueline e Nathan.
Ela aluga uma casa para escrever um romance e, em um momento totalmente íntimo e relaxante (não isso, seus safadhenhos! Ela estava tomando banho!) quando se depara com Jack, o herói do seu livro!
Não, gente, ela não tinha ficado maluca. Ela simplesmente ganhou o presentão do dono da casa der tudo-de-bom-gostoso-e-hot, como diz @Caroline_Santos e exatamente tudo aquilo que ela desejou em um "muso inspirador" (cof cof).


Ela e o Nathan, o gostosão que eu falei alí, são completos opostos.
Ele é todo regrado, certinho, contido e ordeiro, sócio de uma empresa de arquitetura. Dirige a vida com a mesma precisão que faz suas plantas.
Ela é completamente despachada, bagunceira, espontânea e apaixonada. Já teve todo tipo de profissão e agora sente que se encontrou como escritora e que essa é que é sua vocação.


Preciso dizer que quando eles ficam juntos vira uma loucura só?
Gente, a história é maravilhosa. A Jack me encantou logo no início e o Nathan é daqueles personagens que dá vontade de pegar no colo e acarinhar até os traumas sumirem todos.
Mas também é claro que por serem tão diferentes os dois acabam fazendo a maior confusão!



Um Amor em Construção


Ler a segunda história do livro foi uma batalha árdua. Eu comecei completamente empolgada, toda feliz por ser continuação. Aí cheguei na sexta página e estava enlouquecendo de tédio.
Sério, gente! Estava aqui xingando a Nora, enlouquecendo com a falta de química dos personagens e empurrando as páginas na marra.
Me desempolguei tanto que resolvi devolver o livro para a prateleira e deixar ele lá até ter coragem de terminar de ler.


Uns meses depois eu respirei fundo e resolvi encarar. Vocês sabem, né? Não gosto de abandonar livros assim, pelo meio...
Aí eu resolvi ler... ainda enfrentei umas 12 páginas lentas, mas aí surgiu a primeira briga... o primeiro beijo... a primeira confusão...
Quando eu percebi estava quase acabando de ler, rolando de rir dos dois e achando eles muito fofos!


A Abra e o Cody são bem parecidos, mas no início do livro você não consegue ver isso.
E eles brigam tanto no início, pelos motivos mais malucos, que você não sabe se quer ler ou jogar os dois do último andar do prédio que estão construindo.
Ele é arquiteto e ela é engenheira, estão trabalhando no mesmo projeto e passam o tempo inteirinho brigando por conta dele.
Até que um belo dia uma ameaça ao projeto faz os dois perceberem que existem coisas mais importantes na vida do que implicar por conta do grau da curvatura da cúpula de vidro. hihihihihih
E é aí que a coisa toda pega fogo!


No final do livro acabei gostando mais da segunda história do que da primeira, já que rola um suspense  discreto (garantia de me ganhar) e aparece até um "vilão"!


SINOPSE - SKOOB - HARLEQUIN BRASIL - SITE DA AUTORA - SARAIVA - CULTURA - LOVING JACK / BEST LAID PLANS

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Banca de Quinta #39 - Linda Lael Miller - A Honra de Conner

Oie Gente!


No Banca de Quinta de hoje tem mais um Creed gostosão: Conner.
Já falei aqui do Steven, hoje vou falar do Conner e muito em breve eu espero falar dos outros Creed!


O Conner aparece no livro do Steven e ficamos sabendo duas coisas: que ele é (uma delícia)  um bom moço e que ele não fala com o irmão dele.
Eu adoro livros que tem briga na família. Normalmente é alguma coisa bem feia que um deles fez, até que aparece uma mulher para redimir o pobre homem e fazer com que ele faça as pazes com a família.


Aí ficamos sabendo que era uma coisa muito triste, derramamos algumas lágrimas e no final fica todo mundo feliz.
Só que o Conner estragou minha fantasia. u.u"


Adorei o livro todo, gente. Tem cowboy gostosão e tímido, têm pessoas fofas apaixonadas, tem cowboy gostosão nada tímido, têm crianças divertidas.


Mas esse Conner é um pateta!
Nossa, gente, quando eu entendi o motivo da briga, eu queria matar ele!!
Claro, o "passeio" da leitura valeu muito o livro, porque ele realmente é bem legal, mas aquele momento em que você imagina que os dois vão revelar a profundidade do coração de cada um... e eles vem e contam aquilo!


Arf, que frustração! rsrs
Ceeerrrtttoooo, o livro todo é bem divertido, tem uma porção de romance que me fez suspirar muito, mas aquele segredo... nha! Coisa frustrante! rsrs


Também achei que ficaram faltando algumas páginas no meu final, mesmo sabendo que é uma série e que isso é característica dela.
O jeito agora é esperar o terceiro livro e os outros livros da série para matar a curiosidade!


 SINOPSE - SKOOB - HARLEQUIN BRASIL - SITE DA AUTORA
CREED'S HONOR - BOOK DEPOSITORY - GOODREADS


SORTEIO 



É obrigatório seguir o In_Death no Twitter, tuitar a frase abaixo uma vez e não alterar nada nela.


"Quero conhecer Conner Creed e o @In_Death e a @HarlequinBrasil vão me dar! http://kingo.to/1bVd #BancaDeQuinta39"


Como esse é um dos posts que ficará no ar por 15 dias, a promoção vai durar até o dia 18. =D


Até!

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Resenha #328 - Donato Carrisi - O Aliciador

Oie Gente,


A resenha de hoje é um romance policial e eu já li tem um tempinho, então talvez ela não faça jus à maravilha que ele é.
Vocês sabem que eu adoro romances policiais e thrillers psicológicos, certo?
Então estou sempre espiando os blogs das amigas para tentar achar boas indicações.
"O Aliciador", do italiano Donato Carrisi, foi indicação da Hérida e posso dizer que foi absolutamente perfeita.


O livro é maravilhoso. Não existe nenhuma possibilidade de você desvendar o final, por melhor que você seja em deduções literárias.
Até mesmo aquelas suspeitas que normalmente temos no meio do livro desaparecem completamente durante a leitura desse.


Além de pegar você totalmente de surpresa com o culpado, ainda acontecem algumas revelações das participações nos crimes (que são um capítulo sangrento a parte) que vão tirar o chão debaixo dos pés de vocês.


Gente, cada vez que eu começava a me recuperar de uma bomba ele vinha e jogava outra na minha mão.
Isso sem contar o final! Quando eu achava que já tinham sido resolvidos todos os crimes e que já sabia quem era o culpado por todos eles, o Donato veio e me deu uma rasteira que abalou meu mundo!


O autor também é especialista em partir corações. Ele te faz  se apaixonar por vários personagens, mesmo você não sabendo muita coisa sobre eles e, de repente, puff, ele prova que sua paixão é unilateral e que seu amado personagem é um monstro.


Além de tudo isso, preciso informar quem for ler esse livro que ele é muito, muito, muito sangrento. Que nada do que você imaginar será a realidade, que tudo o que o autor disser e fizer será com o objetivo de te enganar e que você vai amar todos os minutos disso.

Para quem ainda não está curioso o suficiente, espiem só a resenha da Hérida de "O Aliciador" e me digam que não vão ficar ainda mais?
E, agora que já estão morrendo de curiosidade, corram e leiam!
E, claro, depois venham aqui me contar o que acharam!

Beijos!

 

SINOPSE - SKOOB - RECORD - SITE DO AUTOR - SARAIVA - CULTURA
IL SUGGERITORE - GOODREADS  - IBS