sexta-feira, 23 de maio de 2014

Resenha #410 - Richard Matheson - Outros Reinos

Oie Gente!


Quando eu escolhi "Outros Reinos" como livro do mês de Abril eu confesso que o escolhi apenas pela capa, já que não sabia que Richard Matheson era o autor de "Eu Sou a Lenda".
Acho que vocês sabem que eu não sou exatamente fã de horror/terror e coisas do gênero, certo?
Então acho que entenderão quando eu disser que foi um pouco complicado ler "Outros Reinos", já que os capítulos são pincelados com as duas coisas.


Porém eu não classificaria como nenhum dos dois. Pela minha classificação pessoal ele entrará na categoria de fantasia, já que tem bruxas, passagens para outros mundos e... bom, fadas.


Eu não li "Eu Sou a Lenda", então não tenho como mensurar se, comparado a ele, esse livro foi melhor ou pior.
Mas eu confesso que não simpatizei muito com o narrador. E olhem que eu adoro livros com fadas!


Sinopse: Famoso por sua série Meia-noite, o escritor Alex White, que adotou o nome Andrew Black, decide narrar uma experiência que beirou o surreal e aconteceu há 64 anos. A história inimaginável que ocorreu quando ele ainda era jovem é a mais pura verdade e mudou sua vida para sempre. Aos 18 anos, White, jovem soldado norte-americano, é ferido nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial. Em vez de voltar para os Estados Unidos, ele se muda para Gatford, na Inglaterra, tentando escapar de seu pai e de seu passado. A bucólica aldeia inglesa parece o lugar ideal para que sua alma e seu corpo fechem as cicatrizes de guerra. Mas dizem que as florestas ao redor da cidade são habitadas por espíritos levianos e até malévolos. Outros reinos apresenta uma trama onde a fantasia parece realidade, e os medos, anseios e arrependimentos do protagonista se misturam com o do leitor. 


Eu gostei bastante de uma parte do livro e, na mesma medida, odiei outras.
Por exemplo, as passagens do livro que envolvem fadas, gostei de quase todas.
Já das envolvendo bruxas... nem tanto...


Se alguém por aqui já leu, provavelmente não gostamos nem detestamos as mesmas coisas. Também duvido que você encontre por aí dias opiniões parecidas sobre esse livro.
E eu acho que seja esse o principal motivo que você deve ler esse livro.
É sempre fácil indicar algo que eu adoro. Nora Roberts, por exemplo, é muito simples de dizer "leia este e não leia aquele" ou "deixe esse para outro momento".


Mas para eu indicar um livro que boa parte do conteúdo me deixou dividida entre continuar lendo e devolver para a prateleira não é uma tarefa simples.
É justamente a capacidade de surpreender, no bom e no ruim, que garantirá uma ótima experiência ao lê-lo.


Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário