sexta-feira, 29 de agosto de 2014

In Death por Lilian Sinfronio #06 – Liane Moriarty – O Segredo do MeuMarido

Há tantos segredos em nossas vidas que nunca conheceremos.

 O_SEGREDO_DO_MEU_MARIDO_1391364762P
Olá :)

Mais um livrinho lido pela colaboração do Grupo do Skoob, Livro Viajante. Ôh negócio viciante rs

Minha curiosidade sobre esse livro sempre esteve nas alturas pela divergência de opiniões que vi quando do lançamento. Parecia sempre trazer sentimentos como amei ou odiei e adoro tomar partido nesses casos, após ler poder dar minha opinião. Essas sensações extremas em leituras aguçam minha curiosidade, porque fico me questionando em qual dos lados eu brigaria.

O livro tem a cara do título que possui, totalmente baseado em um segredo guardado por muitos anos e que se ramificou, ganhou vida própria e afetou mais vidas do que seria de se esperar. Sobre a história, o livro fala sobre Cecília Fitspatrick, mulher de sucesso em seu meio social, mãe de três filhas adoráveis e membro reconhecido por seu brilhantismo no papel de esposa, mãe e filha. Seu marido escreveu uma carta para ser aberta quando do seu falecimento, mas Cecilia a achou quando ele ainda estava vivo e acessível a questionamentos. Essa carta muda a vida de Cecilia e de muitos ao seu redor.

Com narrativa em capítulos curtos e com histórias que vão se entremeando, esperei me empolgar mais pelo que esse segredo iria representar. Mas acho que o período de leituras que estou vivendo está sendo exigente demais e acabei me frustrando com a leitura. Não que a agilidade da autora para falar da vida em família, suas atribuições e responsabilidades não seja interessante. Pelo contrário. Só acho que a história direta seria melhor do que o suspense criado, ou talvez tenha sido minha falta de surpresa com o mistério depois de resolvido. O fato é que gostei muito dos acontecimentos da história e com a forma como tudo evoluiu – particularmente do desfecho, bem resolvido e exposto –, mas gostaria que o livro tivesse uma forma mais dinâmica (ou talvez seja minha rabugentice falando).

As histórias paralelas tiveram seu favorecimento na leitura, as relações de Tess, seu marido e sua prima, como em um triângulo meio sombrio; e Rachel, seu filho mais velho, sua nora, neto querido e um passado que não pode ser superado. Procurei valorizar cada aprendizado que o livro pudesse trazer, mas mesmo assim não consegui me encantar com a leitura como esperava e gostaria.

No fim, não amei nem odiei a leitura. Infelizmente não posso fazer algazarra na torcida dos contra ou na balburdia dos que são a favor das cinco estrelas. Um livro mediano, com história interessante mas que não me encantou com a forma de ser contada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário