segunda-feira, 13 de outubro de 2014

In Death por Anne Magno #6 - Easy - Tammara Webber

oi gente estamos de volta com mais uma resenha quentinha!


Bom, o livro a ser resenhado hoje não é um lançamento atual, mas, foi lançado esse ano, segundo consta nos dados editorias do livro. Ganhei ele de presente de dia das crianças (sim, com 27 anos ainda sou uma vista como uma criança para alguns membros da minha família!) da minha tia (e companheira de bienal!). Já tinha lido algumas resenhas sobre o mesmo, não tão favoráveis assim, comentando como o livro é meio ´´morno`` se é que dá para entender.


Easy fotosBom chega de suspense, até por que o livro é cheio de drama mesmo, o livro que babaremos, ops… quis dizer comentando hoje é o meu primeiro contato com a escritora Tammara Webber, chamado Easy!


Pela capa e pela frase impactante na capa do livro:


´´ Ela foi sala por um estranho. Ele é assombrado por um segredo. Às vezes o amor não é nada fácil...``


Eu esperava possivelmente uma narrativa similar às do Travix Maddox (em Belo Desastre), mas eu me surpreendi, e em um ótimo sentido. Amigas, e escritoras das resenhas desfavoráveis, sinto muito, mas vou ter que descordar. Por que o Lucas/Landon, é um personagem atípico.


O livro conta a história de como a Jacqueline foi transformada de uma Namorada independente do cara mais popular da universidade deles, a uma paria social por ter sido dispensada pelo mesmo. Aparentemente a Jackie, é uma daquelas pessoas que quando uma cisa desanda, o resto vai por água abaixo, até ela terminar de curtir a dor de cotovelo dela.


Depois de passar por momentos complicados para qualquer um, tipo, ela quase foi abusada sexualmente (e isso não é spoiller, está na capa do livro) e perder duas semanas de aula, como o fim do namoro, ela se vê na sala do seu professor recebendo a oportunidade de recuperar a nota que falta em economia (gente, ela estuda música, não consegui encontrar um nexo, do porque ela tem que estudar economia, quando ela estuda música…mas enfim!) desde de que ela aceite ter aulas de reforço com o monitor do professor, um cara presente somente nos e-mails diários que ela recebe dele, chamado Landon.


easy3No mesmo período ela começa a perceber como o bad boy Lucas está tão presente no dia a dia dela e ela nem percebia. Bom em aparências ele não deixa a desejar aos nossos já conhecidos bad boys literários ( Traviz, Remington, Dany e outros), alto, luta Taekwondo, magro sem ser raquítico, mas um magro musculoso, tatuado, e com pirce no lábio inferior. Agora o que ele não tem nada e comum com os outros personagens citados anteriormente: ele cursa engenharia e adora desenhar, ele é extremamente inteligente (emocionalmente também), e tem princípios éticos que toda a hora são desafiados, mas ele se mantêm firme até o final. Um paradoxo ambulante: aparência rude e alma sensível.


O livro além de um romance sensível, com pitadas leves de pimenta, tem uma abordagem de dois temas muito interessantes: trata de como é o dia seguinte de uma garota que sofreu violência sexual, trata da necessidade de não calar, dá conselhos de defesa pessoal, e também na figura do Lucas, como ser leal a você mesmo, e conhecer seus limites.


images


A Jacqueline, sofre uma transformação durante o livro, sensível e muito positiva. Ela deixa de ser uma menininha frágil e mimada, para ser uma mulher independente (de fato!) e forte. Já deu para notar que ela não é o meu personagem favorito nesse livro. Se tivesse que escolher um personagem feminino favorito nesse livro, eu daria uma de Fernanda Karen (kkkkkk...beijo miss fofinha!) e escolheria a personagem secundaria Erin, que é a melhor amiga da Jackie, que deu todo o suporte que a amiga precisava, e lutou (literalmente) contra todos!


Particularmente gostei do livro, terminei ele em algumas poucas horas. Lógico que as vezes eu parava a leitura porque o momento de fofura era demais e tinha que ser lido novamente, ou porque eu estava enrolando para não terminar o livro tão rápido.


Outro bom motivo para ler o livro, é que ele me ajudou a me sentir melhor nesse período que me encontro de ressaca (ainda) literária. Fazia um tempinho que não lia um livro que não é nem HOT e nem Fantástico demais.


Então: #PORFAVOR #LEIA #ESSE #LIVRO


Eu tinha imaginado o Lucas um pouco diferente, das fotos que achei na internet sobre o livro, esses dois que aparecem nas fotos são os mesmos que aparecem na capa do livro. Super amei as fotos de publicidade do livro. E admito que prefiro (mil vezes) a versão física do Lucas da editora do que a da minha imaginação.


Aíiiiiiiiiiiiiiiii gente, não tem como não amar o Lucas...............^^


Aíiiiiiiiiiiiiiiii gente, não tem como não amar o Lucas...............^^


Aíiiiiiiiiiiiiiiii gente, não tem como não amar o Lucas...............^^


Aíiiiiiiiiiiiiiiii gente, não tem como não amar o Lucas...............^^


Aíiiiiiiiiiiiiiiii gente, não tem como não amar o Lucas...............^^


Aíiiiiiiiiiiiiiiii gente, não tem como não amar o Lucas...............^^


Aíiiiiiiiiiiiiiiii gente, não tem como não amar o Lucas...............^^


(quem ler o livro vai entender porque repeti a frase acima 7 vezes, segundo a lógica da Jacqueline!)


Fica a super dica!


Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário