terça-feira, 11 de novembro de 2014

In Death por Anne Magno #7 - Música do Coração - Katie Ashley

Oi gente, mais uma vez estou aqui no In Death para compartilhar um achado!

Quem me conhece, por resenhas ou pessoalmente, sabe do meu fascínio por romances, as vezes leves para passar a chuva, épicos para me deixar frustrada e pensar que nasci na época errada, ou hots para currar minhas ressacas literárias. Lógico que eu não leio só esse gênero, mas se eu poder escolher...bem você já deve deduzir a resposta. Recentemente no club do livro que a Bah e eu frequentamos, cheguei a uma conclusão própria, de que o livro que nós fez amar ou apaixonar pela leitura, possivelmente dita todo uma preferência literária no decorrer de nossas leituras. Se é uma verdade geral? Não sei, mas a mim aplicou-se como uma luva essa compreensão.

MUSICA_DO_CORACAO_1400510145PEntão seguindo essa minha tendência, eu acabei descobrindo o livro a ser compartilhado hoje com vocês!

A autora eu já conhecia, Katie Ashley também é a escritora dos livros: A proposta (já li!), O pedido e Par perfeito. Que também são romances, o primeiro dessa série eu já tive a oportunidade de ler, e gostei bastante.

Os livros A proposta e Música do coração, trazem para gente, AQUELE bad boy básico, que todas nós amamos e sonhamos em encontrar e faze-lo ficar babando e venerando-nos (~suspiros~) Quem nunca sonhou? Mas os livros trazem versões diferentes desse tipo de personagem masculino. No primeiro temos aquele solteirão, bad boy, convicto, mas um homem de negócios, um bad em paletó. No segundo temos um rockeiro rock star em ascensão e fafadinho, tatuado e compositor.

O livro que vamos surtar hoje, é o Música do Coração, esse do fafadinho compositor. O livro conta a história de como a Abby literalmente caiu na vida do Jack, e provocou um rebuliço.

O Jack faz parte da rock band Runaway, de onde vem o nome da série de livros, ele sempre foi conhecido entre os demais como o compositor safado e pegador da banda, assim como o dono de uma voz incrivelmente potente. Só que ele é mais que as aparências podem dizer, ele super cuida da banda, como se fossem sua família, e acerta todos os detalhes para que todos estejam sempre com a cabeça e vida voltados para a banda.

A Abby é uma aquelas moças super certinhas, que cresceram no sul, junto com uma família religiosa e itinerante, cresceu ao redor do mundo praticando boas ações cristãs e compartilhando momentos únicos com seus irmãos e pais. Vocês sabem da fama que as certinhas tem né? Pois é...isso se aplica a Abby! kkk

Posteriormente seus irmãos, Gabe, Eli e Micah, montaram uma banda de de rock cristão chamado Jacob's Leader. Um deles vai sair da banda para se casar, e nessa nova turnê é a vez da Abby, fazer o teste para ver se realmente é isso o que ela quer fazer, ser a nova vocal da banda.

A banda Runaway, é formada por: Bray (o cara super família e direitinho!), Rhys (muito quieto para uma banda de rock), AJ (que é descrito como aqueles latinos gatos e engraçados) e Jack, nem preciso dizer que essa banda de cristã não tem nada...kkkk! E esta embarcando em turnê no mesmo dia que a Jacob's Leader, para um grande festival de música.

E por causa de um engano a Abby acaba embarcando no ônibus dos meninos. E ela só foi descobrir o erro, quando o bonde já estava na estrada faz tempo, então como faz? kkk

Para Abby conviver com os meninos por uma semana, foi uma tarefa muito fácil, pois ela já tinha a experiência de 3 irmãos mais velhos. O difícil dessa viajem era não se apaixonar pelo vocalista, e não incentivar as investidas do AJ.

O livro parece ser só mais um daqueles romances, rápidos, mas garanto que ele é mais. Jack vive um drama familiar muito denso e que vai sendo desenvolvido eloquentemente pela autora, esse foi um dos pontos positivos do livro. Outro ponto positivo, a meu ver, foi que ela não entrou muito no mérito de explicar muito dos outros personagens, pois a que tudo indica, eles teriam seus próprios livros...uhuuuuu.

A Abby, não ser a santinha que esperavam dela, também é engraçado, pois eles fazem de tudo para deixar ela escandalizada e ela entra na brincadeira e deixa eles de queixo caídos..kkk...

A autora também vai citando várias músicas cowntry, que são as favoritas da Abby, durante o livro todo, o que eu não curti nisso, foi que ela podia ter colocado uma playlist citada no livro em um afolha a parte e não tudo espalhado pelo livro. As vezes passava vários minutos tentando achar a dita da música para depois continuar lendo. Aff!

Mas nem só de coisas bem escritas vive o livro.Tem coisa no livro que eu fiquei pensando, ´´é só em livro mesmo!``, tipo quando o Jack pede que a Abby durma de conchinha com ele, quando eles tinham acabado de ter uma briga e não rolava nada entre eles. Ou quando termina a semana em que eles apostaram, quem ia ceder primeiro, e eles não cederam. Por ai da para perceber que o livro não é focado no teor HOT, e sim no crescimento dos personagens principais.

No todo eu gostei do livro, e pretendo comprar os demais para saber do amadurecimento dos demais personagens.

 

Fica a dica!

 

Até o próximo post!