quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Resennha #424 - Radclyffe - Against Doctor's Orders

Oie Gente!
Essa semana resolvi por a leitura dos livros da Radclyffe em dia e comecei por "Against Doctor's Orders", já que era o que estava a mais tempo.
Harper River sempre teve uma certeza na vida: sentaria na cadeira de seu pai quando ele decidisse se aposentar e chefiaria o Rivers Hospital.
O que ela não esperava era conhecer Presley Worth e todas as mudanças que ela traria para o hospital.
Gostei bastante do livro, gostei muito das personagens, mas alguma coisa ficou faltando e não consegui por ele na minha lista de favoritos.
Como é característico dos livros da Radclyffe as personagens são bem reais. Ora são fortes e decididas, ora frágeis e inseguras, exatamente como todo mundo.
Não sei se foi a curiosidade que todas as outras histórias causaram ou se foi tudo ter sido resolvido muito rápido no final, mas a impressão que fiquei foi que faltou algo.
A continuação será lançada dia 16 de Novembro pela Bold Strokes Books e eu já tenho minha cópia nas mãos, prontinha para ser lida.
Provavelmente vocês saberão mais detalhes dela em uma ou duas semanas
Infelizmente o livro não foi publicado no Brasil, o que é uma tragédia para quem gosta de romances do gênero.
Confesso que poder abrir a Amazon e comprar qualquer romance lésbico que me der na telha é um alívio, já que se eu fosse depender de editoras brasileiras publicando o gênero iria morrer esperando.
Vamos torcer para que as editoras percebam que não só de romance hétero vivem as pessoas e que estão perdendo uma boa parcela de mercado por conta disso.
PS: If you want to read this review in English you can do this here.
Beijos!
Barbara
Sinopse:
There’d been a Rivers at the helm of Argyle Community Hospital for six generations, and Harper Rivers was set to take her father’s place whenever he decided to hang up his shingle. Unfortunately, the board of directors had other ideas—they accepted a buyout offer from a health care conglomerate with plans to close the hospital’s doors to the community that depended on it. And Presley Worth, a high-powered corporate financier, came to town to oversee the closure. Funny thing was, no one asked Harper, and she had no intentions of following anyone’s orders but her own—no matter how beautiful, smart, or commanding the new boss might be.
Radclyffe no blog:

Nenhum comentário:

Postar um comentário